Mais Médicos: 18% das vagas não foram preenchidas e ministério abrirá nova chamada


Restam 1,4 mil posições abertas para o programa no Brasil. Nova chamada ocorrerá nos dias 23 e 24 de janeiro para profissionais brasileiros formados no exterior

G1

Foram preenchidas 7.057 vagas do Programa Mais Médicos desde que o governo de Cuba decidiu sair da cooperação com o Brasil – 82% de um total de 8.517 posições oferecidas pelo Ministério da Saúde. Com isso, os postos serão abertos em uma próxima etapa prevista para os dias 23 e 24 de janeiro destinada a profissionais brasileiros formados no exterior.

Dentre os 1.707 médicos que se inscreveram na última chamada, 1.089 compareceram aos locais escolhidos. As vagas remanescentes foram somadas às 842 que haviam restado anteriormente – totalizando 1.460 posições em aberto.

Médico do programa Mais Médicos durante atendimento/Foto: Reprodução

O ministério informa que, caso as vagas não sejam totalmente preenchidas nesta próxima etapa, elas serão reabertas nos dias 30 e 31 de janeiro para médicos estrangeiros.

Veja como está o preenchimento das vagas do programa:

  • Total de vagas oferecidas na primeira etapa de seleção: 8.517
  • Quantos médicos se apresentaram na primeira etapa: 5.968
  • Quantas vagas ficaram disponíveis para a segunda etapa: 2.549
  • Quantos médicos se apresentaram até a quinta-feira (10): 1.089
  • Quantas vagas serão disponibilizadas nas próximas etapas: 1.460

Cronograma das próximas etapas:

  • 22/1 – Validação dos documentos dos brasileiros formados no exterior
  • 23/1 a 24/1 – Brasileiros formados no exterior escolhem vagas remanescentes
  • 29/1 – Publicação da validação dos documentos dos médicos estrangeiros
  • 30/1 a 31/1 – Médicos estrangeiros escolhem vagas remanescentes

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários



Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Outras Notícias

Veja Também