30.3 C
Rio Branco
29 junho 2022 6:27 pm

“O que esse ex-aliado quer é o enfrentamento”, diz porta-voz do governo sobre Mazinho

POR

Última atualização em 12/01/2019 17:04

De Porto Velho, onde o governador Gladson Cameli (Progressistas) cumpre agenda oficial, o porta-voz do governo, jornalista Rogério Wenceslau, informou que o foco da gestão está em trabalhar e que não vai ser o rompimento com um ex-aliado que mudará isso. A declaração é uma resposta às recentes declarações feitas à imprensa pelo prefeito de Sena Madureira, Mazinho Serafim (MDB), segundo as quais, a partir de agora, seria opositor de Gladson.

“O que esse ex-aliado quer é o enfrentamento, a polêmica e o desgaste, o governador não vai perder tempo com isso. O  governo vai continuar com a mão estendida para a população de todos os municípios. Agora se um prefeito da nossa base rompe a aliança, quem vai sair perdendo é ele.”, asseverou Wenceslau.

Porta-voz do governo garantiu que Cameli não responderá aos ataques de Serafim/Foto: cedida

Ainda segundo ele, o governador está focado em resolver os grandes problemas do estado. “Essas questões internas estão sendo repassadas para seus articuladores políticos, ‘me tragam os problemas grandes’ é o que ele tem dito, portanto a insatisfação de um ou outro aliado por conta de cargos não vai se sobrepor a política macro de desenvolvimento econômico, valorização do servidor público e o restabelecimento da paz e da ordem no nosso estado.”, concluiu.

A insatisfação de Mazinho Serafim decorre da nomeação do servidor Silvano Figueiredo para a chefia do Núcleo da Secretaria de Estado de Educação, em Sena Madureira, indicado pelo deputado estadual Gehlen Diniz (Progressitas). O prefeito pretendia indicar uma pessoa do seu grupo político para o cargo.

É PERMITIDA SUA REPRODUÇÃO PARCIAL COM O SITE CONTILNETNOTICIAS.COM.BR SENDO LINKADO E CITADO.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Receba nossas notícias em seu email

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 6.092 outros assinantes

Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.