Rio Branco, Acre,





Prefeita Socorro Neri e secretário Moisés Diniz anunciam início do ano letivo 2019


Otimização de recursos permitiu ampliar investimento em material escolar

ASCOM PMRB

A prefeita Socorro Neri e o secretário de Educação Moisés Diniz, anunciaram nesta sexta-feira, 18, em coletiva à Imprensa, o início do ano letivo de 2019. A volta às aulas na rede municipal de Educação de Rio Branco está marcada para o dia 18 de fevereiro. O planejamento contempla o cumprimento de 200 dias letivos, com recesso escolar de 29 de julho a 2 de agosto, sem aulas aos sábados e feriados.

Com a reforma administrativa promovida pela prefeita Socorro Neri, a rede municipal de educação retoma as atividades com o quadro reforçado pelo retorno de 211 servidores (183 professores e 28 servidores não docentes) às salas de aula.  A medida gerou uma economia da ordem de R$ 5.700.000,00 (cinco milhões e setecentos mil reais). A otimização de recursos permitiu ampliar investimentos em manutenção das unidades escolares e aquisição de material escolar para uso do aluno.

Prefeita Socorro Neri/Foto: Assis Lima

“Os pais das crianças de creche, pré-escola e Ensino Fundamental podem ficar tranquilos que não precisarão comprar material, para encaminhar as crianças às unidades educativas, pois os educandos receberão o material escolar para uso na escola destacou a prefeita Socorro Neri.

Ainda de acordo com a prefeita Socorro Neri, “a  equipe da Secretaria de Educação realizou um trabalho minucioso, buscando otimizar os recursos da educação, possibilitando que o ano letivo inicie com a garantia de que os estudantes das creches, pré-escolas e ensino fundamental, de1º ao 5º ano, terão material escolar, salas com equipes formadas, com a garantia aos pais de que todas as condições foram planejadas e o ano letivo iniciará com segurança, condições pedagógicas adequadas para que o ensino em Rio Branco siga avançando com qualidade”.

Antes de iniciar o ano letivo de 2019, as equipes da SEME continuam mobilizadas para a organização da estrutura que vai receber os mais de 24 mil alunos matriculados na rede públicamunicipal em 2019. Essa medida inclui a manutenção e reforma de 46 unidades educativas. O investimento foi de R$ 1.920.658,28, a maior parte, com recursos próprios da Prefeitura.

Moisés Diniz, Secretário de Educação/Foto: Assis Lima

Convocações

Com o objetivo de garantir as melhores condições de aprendizagem, além dos educadores que retornam às unidades educativas, outros 322, que estavam no banco de processos seletivos já realizados serão convocados para reforçar o time nas unidades. Para suprir a necessidade de professores na área Rural, de difícil acesso, um novo processo seletivo será realizado emfevereiro.

Pagamento do PEQ, férias e verbas rescisórias

Ainda durante a coletiva para anunciar o início do ano letivo de 2019, Socorro Neri anunciou o pagamento da 2ª e última parcela do Prêmio pela Elevação da Qualidade da Aprendizagem (PEQ 2017), antecipação de férias dos professores, em sala de aula, com contratos de aniversário no período de janeiro a abril e pagamento das verbas rescisórias de quem teve contrato rescindido em dezembro.

“A Prefeitura inscreveu essas despesas como restos a pagar de 2018, os contratos foram encerrados no dia 31 de dezembro de 2018 e eles receberão as verbas rescisórias agora, na próxima semana”, lembrou Neri.

O Secretário Municipal de Educação, Moisés Diniz, explica que “o que fizemos foi cumprir a determinação da prefeita de otimizar recursos, para com esse recurso poder reformar as unidades, pagar indenizações, prêmio de valorização, gerar mais de 600 empregos agora no mês de fevereiro, e principalmente, garantir material escolar para mais de 24 mil crianças atendidas na rede municipal de educação de Rio Branco.

Acompanharam a coletiva à Imprensa, a presidente do Conselho de Diretores da escolas Públicas (CODEP), Charlene Fabiana, e a presidente do Conselho Municipal de Educação, Vômea Araújo.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários






Outras Notícias

Veja Também