Rio Branco, Acre,





Procon autua empresa Vivo por má prestação de serviço de telefonia no Acre


A Vivo S.A tem um prazo legal de dez dias para apresentar defesa

EDUARDO GOMES, SECOM

Não é de hoje que a população reclama dos servidos de telefonia móvel oferecidos pelas operadoras do setor no Acre. Foi depois de analisar várias denúncias e identificar o descumprimento de uma notificação que a Diretoria de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon/AC) resolveu autuar a Vivo S.A.

As empresas de telefonia vêm ocupando os primeiros lugares nos rankings de reclamações (Foto: Angela Peres/Secom)

Inicialmente a empresa foi notificada a prestar esclarecimentos a respeito de falhas na prestação de seus serviços na capital e cidades do interior. As queixas vão desde a oscilação do sinal móvel a não efetivação das chamadas originadas pelos usuários.

A diretora do Procon/AC explica que essa não foi a primeira vez que o órgão autuou uma empresa de telefonia pelo não cumprimento da oferta aos clientes e falta de esclarecimentos. Francisca Brito deixa claro que este ano as operadoras de telefonia precisarão se adequar.

“Em 2019 o assunto telefonia e internet será uma das prioridades tratadas pelo Procon. Não vamos mais tolerar a má prestação desses serviços pelas empresas, o consumidor acreano merece um serviço de qualidade e paga por isso”, afirmou.

Mudança de comportamento

As ações do Procon/AC são provocadas pelos próprios usuários dos serviços, que procuram o órgão e formalizam suas queixas. Francisca Brito ressalta que o cliente deve estar atento e exigir a oferta de um serviço de qualidade.

As ações de educação para o consumidor têm surtido efeito. O consumidor está muito mais consciente dos seus direitos e não aceita pagar por serviços de baixa qualidade. Para o nosso trabalho é importante que o consumidor reclame mesmo”, afirmou.

A autuação

Assim que for notificada pela Diretoria de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon/AC), a Vivo S.A tem um prazo legal de dez dias para apresentar defesa.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários






Outras Notícias

Veja Também