Suspeitos de ligação com morte de Marielle Franco são presos


Ao menos cinco integrantes da milícia que atua na Zona Oeste do Rio foram presos até o momento

NOTÍCIAS AO MINUTO

A Operação ‘Os Intocáveis’ foi deflagrada na manhã desta terça-feira (22) em Rio das Pedras, na Zona Oeste do Rio, e outras localidades da cidade. Cerca de 140 policiais foram mobilizados para prender integrantes da milícia mais antiga e perigosa do estado – 13 mandatos de prisão preventiva contra a organização criminosa foram expedidos.

Até o momento, cinco pessoas já foram presas, entre eles dois chefes do grupo miliciano: o major da PM Ronald Paulo Alves Pereira e Maurício Silva da Costa, o Maurição, tenente reformado da Polícia Militar. De acordo com o jornal ‘O Dia’, os outros presos são Manoel de Brito Batista, o Cabelo; Benedito Aurélio Ferreira Carvalho, o Aurélio; e Laerte Silva de Lima.

A operação é do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ), com o apoio da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) e da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) da Polícia Civil. Embora o objetivo da ação policial seja prender a milícia que explora de forma violenta o ramo imobiliário ilegal em Rio das Pedras, há suspeita de que o grupo esteja envolvido no assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL) e do motorista Anderson Gomes. O crime ocorrido no dia 14 de março do ano passado continua sem respostas.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários



Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Outras Notícias

Veja Também