Rio Branco, Acre,





Amigos fazem campanha de doações para jovem que ficou paraplégica em tentativa de assalto


Grupo pede doações de fraldas (tamanho G) e alimentos não perecíveis. Tailine Marques ficou paraplégica após ser baleada na coluna.

CARINA MENEZES, DO CONTILNET

Um grupo de amigos da estudante Tailine da Silva Marques, 23 anos, está realizando uma campanha solidária para arrecadar doações para a jovem que ficou paraplégica após ser baleada na coluna durante tentativa de assalto, em abril de 2018, em Rio Branco.

Os amigos estão pedindo doações de fraldas (tamanho G) e alimentos não perecíveis, que podem ser entregues na igreja Presbiteriana, localizada na rua Rio de Janeiro, no bairro Floresta. Segundo uma das amigas, Tailine passa por dificuldades e apresenta estado de saúde delicado devido uma bactéria resistente que adquiriu após o atentado.

Jovem precisa de fraldas tamanho G/Foto: Reprodução

“Depois disso (do assalto) o pai dela abandonou a família, deixando-a ainda mais abatida e depressiva. Ela mora com a mãe e o esposo, é com a renda dele que eles sobrevivem. Ela usa muitas fraldas descartáveis e sonda, eu como amiga sabendo de suas dificuldades, desenvolvo um trabalho social para ajudá-los da maneira que posso”, declarou a amiga, Ana Paula.

A jovem também disponibilizou uma conta bancaria para interessados em realizar doações em dinheiro. Mais informações de como ajudar na campanha podem ser adquiridas diretamente com Tailine Marques através do telefone (68) 99920-3943 ou por meio de sua página no facebook.

Interessados podem ajudar através de doações em dinheiro/Foto: Reprodução

“Estou fazendo tratamento em casa e preciso de repouso. Agradeço quem puder me ajudar em oração e financeiramente. Devido a infecção urinaria minha imunidade está baixa e preciso tomar muitos cuidados”, disse Tailine.

O caso

A estudante do curso de técnica em enfermagem Tailine da Silva Marques, de 23 anos, perdeu os movimentos após ser baleada na coluna, durante uma tentativa de assalto, na Rua Marechal Deodoro, Centro de Rio Branco, no dia 10 de abril de 2018.

Na noite do crime, Tailine ia deixar comida para o irmão, que trabalha como vigilante, quando foi abordada em um semáforo por dois criminosos que tentaram roubar a moto da jovem. Segundo informações da polícia, ela não reagiu ao assalto, mas se atrapalhou na hora de descer da motocicleta e os criminosos atiraram.

Um dos acusados, Wenzo Rafael dos Santos de Oliveira, foi condenado pela Justiça do Acre, em março deste ano, a 13 anos e quatro meses de prisão em regime fechado por atirar na estudante.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários






Outras Notícias

Veja Também