Rio Branco, Acre,


Antiga Contax inaugurada por Tião deve fechar as portas e deixar cerca de mil desempregados

As informações em massa vêm sendo dadas por trabalhadores já comunicados de que vão perder seus empregos

Inaugurado em Rio Branco em 2015, no governo de Tião Viana, auge da chamada era petista que governou o Estado por 20 anos, o sonho do emprego e estabilidade de pelo menos mil jovens acreanos recrutados como trabalhadores de um call center que prometia ser uma revolução na região Norte, depois de ter mudado de nome, de Contax para Liq, empresa especializada em relacionamento entre clientes e fornecedores, pode vir a se tornar um grande pesadelo para muita gente. A empresa está ameaçando fechar suas portas, encerrando as atividades no Acre e de demitir pelos menos mil funcionários – a maioria jovens de ambos os sexos contratados a média de um salário mínimo mensal, depois de passarem por uma série de treinamentos e que a partir de 31 de outubro podem ficar sem seus empregos.

As informações sobre demissões em massa vêm sendo dadas por trabalhadores já comunicados de que vão perder seus empregos. Uma das causas seria o fim de contratos com empresas como a Claro, de telefonia celular. Na sede da empresa, ou mesmo na assessoria de imprensa da Liq, em São Paulo, o assunto é tabu. Nira, uma mulher que se apresentou como coordenadora de RH da empresa, disse que qualquer tipo de informação, se vai encerrar ou não suas atividades no Acre e demitir funcionários, não podem ser fornecidas. “É política da empresa não fornecer qualquer informações sobre suas atividades”, disse.

Resultado de imagem para liq acre
A Contax ou Liq parece caminhar para se tornar mais um elefante branco da era petista/Foto: Reprodução

Mesmo que as demissões sejam tabu, é voz corrente que muita gente vai para o olho da rua. O call center, inaugurado sob pompas e com direito até convites ao ex-presidente da República, Luis Inacio Lula da Silva, foi anunciado como uma empresa com capacidade de contratar até 2.500 jovens acreanos, informava o então governador Tião Viana, na época da inauguração. A inauguração foi tão festiva que governadores de estados como o do Piauí e outras autoridades vieram conhecer a experiência para tentarem copiar ideia.

O fato é que, quatro anos depois da inauguração, assim como a fábrica de ração e o complexo pesqueiro “Peixes da Amazônia”, a fábrica de tacos, de camisinhas e o projeto “Zona Franca Verde”, a Contax ou Liq parece caminhar para se tornar mais um elefante branco da era petista, principalmente do último governo, o de Tião Viana, que vendia a ideia do Call Center como uma das grandes ações de sua administração para combater o desemprego no Acre, entre os jovens.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias