Rio Branco, Acre,


PM no AC morre com Covid-19 sem saber que o filho faleceu há oito dias, vítima da doença

Pai e filho morreram no Instituto de Traumatologia e Ortopedia (Into), em Rio Branco

O policial militar da reserva, Adjorge Freitas do Nascimento, de 54 anos, morreu com complicações cardíacas decorrentes da covid-19, na noite de segunda-feira (29), no Instituto de Traumatologia e Ortopedia (Into), em Rio Branco.

O PM tinha problemas renais, diabetes e sequelas do AVC, não andava e nem enxergava. Ele acabou sendo acometido pelo coronavírus. Na noite de ontem, o militar teve problemas no coração e precisava de uma cirurgia, porém, morreu antes de realizar o procedimento.

PUBLICIDADE

O mais impactante da história, é que Adjorge morreu sem saber que o filho e grande amigo, Cristiano Silva do Nascimento, de 33 anos, também havia falecido no dia 22 de junho, também em decorrência do vírus. Cristiano, que era motorista de ônibus, estava na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), teve trombose e não resistiu.

Adjorge, era casado há mais de 30 anos. Além da esposa, deixa três filhos e dois netos. Segundo relatos emocionado da caçula, Crismara Silva, as pessoas ainda não tomaram a noção exata da gravidade da situação. “Não é só eu não, muitas famílias estão perdendo seus entes queridos. Mas sei que meu pai está em um bom lugar”, declarou Silva.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

× Faça sua denúncia