13.3 C
Rio Branco
30 julho 2021 4:42 am

Fieac entrega centenas de livros doados por colaboradores à campanha do MPAC

POR ASCOM

Em apoio à campanha do Ministério Público do Estado do Acre (MPAC), o presidente da Federação das Indústrias do Estado do Acre (Fieac), José Adriano, entregou 430 livros arrecadados entre os colaboradores do Sistema Indústria (Fieac, IEL, Sesi e Senai) aos representantes do órgão, na segunda-feira (26). Os temas das publicações variam de literatura infantil, didática, artes e best-sellers internacionais.

De acordo com a iniciativa da MPAC, as doações beneficiarão a escola Frei Heitor Maria Turrini, na Cidade do Povo, com o objetivo de estruturar uma biblioteca para os alunos da instituição.

“Nós louvamos o Ministério Público com essa atitude tão nobre e gostaríamos que não parasse por aqui. Espero que tenhamos outros momentos como este. As crianças de lá estão muito expostas às mazelas sociais, portanto isto é o mínimo que podemos fazer. O Ministério Público pode sempre contar com a gente, a nossa parceria é 24 horas”, parabenizou Adriano.

[Foto: Assessoria]
A promotora de Justiça, Diana Tabalipa Pimentel, explicou que o órgão está desenvolvendo um trabalho com os professores e alunos da escola Frei Heitor Maria Turrini, promovendo a disseminação da cultura da pacificação, da redução de litígios, do fortalecimento social e do estímulo às soluções consensuais, por meio da mediação.

“Quero agradecer especialmente o carinho com que os colaboradores do Sistema Fieac trataram essa campanha: muitos compraram livros novos, outros doaram livros de que mais gostavam. Eu acredito que nós faremos a diferença na vida dessas crianças”, enfatizou.

[Foto: Assessoria]
Para a procuradora-geral de Justiça, Kátia Rejane Rodrigues, as palavras para a Fieac são sempre de agradecimento. “Por essa parceria constante, que não nos falta. Se conseguimos fazer algo dentro do que nos propusemos a fazer socialmente, isso se deve a essa parceria, pois vocês sempre abraçam as nossas iniciativas”, elogiou.

Em nome da comunidade, o coordenador de ensino da escola, José Valcleci Carvalho, afirma que a mudança na realidade dos alunos virá por meio da leitura. “Nossa comunidade é realmente carente, estamos tentando fazer a nossa parte e o pouco que conseguirmos, já será um grande feito. Por isso, queremos muito agradecer por esse trabalho que está sendo realizado conosco”, finalizou.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.