31.3 C
Rio Branco
24 julho, 2021 10:19 am

Rio Branco apresenta estabilidade em novos casos de síndrome respiratória aguda grave

POR REDAÇÃO CONTILNET

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) publicou uma análise nesta sexta-feira (30) mostrando as capitais brasileiras com sinais de crescimento ou estabilidade na quantidade de novos casos de de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG).

Os registros foram feitos no período de 18 a 24 de outubro.

Rio Branco, Manaus, Boa Vista, Porto Velho, Porto Alegre, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Teresina, Recife e Natal registraram estabilidade.

SRAG, ou Síndrome Respiratória Aguda Grave, é uma doença respiratória grave que exige internação e é causada por um vírus, seja ele o novo coronavírus, o influenza ou outro. Entretanto, segundo a Fiocruz, quase 98% dos casos no país atualmente têm o novo coronavírus (Sars-CoV-2) como causa.

Aracaju, Florianópolis, Fortaleza, João Pessoa, Macapá, Maceió e Salvador apresentam sinal forte de crescimento a longo prazo (seis semanas). Em Belém, São Luís e São Paulo, o sinal de crescimento é moderado a longo prazo.

No recorte geográfico dos casos de SRAG, todas as regiões brasileiras se encontram na zona de risco e com ocorrência de casos muito alta.

Nenhuma capital tem probabilidade de queda maior que 95%.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.