22.3 C
Rio Branco
20 junho, 2021 5:32 pm

Acre tem 8º maior taxa de desemprego do país no terceiro trimestre de 2020, diz IBGE

POR EVERTON DAMASCENO, DO CONTILNET

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística divulgou nesta sexta-feira (27) o resultado de uma pesquisa que aponta o Acre como o 8º estado com a maior taxa de desemprego do Brasil no terceiro trimestre de 2020, acima da média nacional, que é de 14,6%.

O estado aparece com 17,1%. As maiores taxas foram na Bahia (20,7%), em Sergipe (20,3%) e em Alagoas (20,0%).

Rio de Janeiro (19,1%), Pernambuco (18,8), Roraima (18,5) e Rio Grande do Norte (17,3%) ainda ficaram à frente do Acre.

Essa é a maior taxa registrada na série histórica do IBGE, iniciada em 2012, e corresponde a 14,1 milhões de pessoas. Ou seja, mais 1,3 milhão de desempregados entraram na fila em busca de um trabalho no país.

No período, a taxa de desocupação subiu em dez estados e ficou estável nos demais. Os dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua).

A taxa de informalidade foi de 38,4% no trimestre encerrado em setembro, o que equivale a 31,6 milhões de pessoas sem carteira assinada (empregados do setor privado ou trabalhadores domésticos), sem CNPJ (empregadores ou empregados por conta própria) ou trabalhadores sem remuneração. No trimestre anterior, esse percentual foi 36,9%.

Quando o recorte é feito pela taxa composta de subutilização da força de trabalho, que é o percentual de pessoas desocupadas, subocupadas por insuficiência de horas trabalhadas e na força de trabalho potencial em relação à força de trabalho ampliada, o Acre aparece em 11º lugar entre as unidades, com 37,7%. Alagoas assume o topo com 49,3%.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.