23.3 C
Rio Branco
16 maio 2022 6:01 pm

Educação: conheça as principais propostas dos candidatos à Prefeitura de Rio Branco

POR

Última atualização em 08/11/2020 16:10

O ContilNet separou para você as principais propostas dos candidatos à Prefeitura de Rio Branco na área de Educação.

Daniel Zen (PT), Jamyl Asfury (PSC), Jarbas Soster (Avante), Minoru Kinpara (PSDB), Roberto Duarte (MDB), Socorro Neri (PSB) e Tião Bocalom (Progressista) estão na luta pela vaga que coloca um dos concorrentes à frente do executivo municipal pelos próximos quatro anos.

Confira!

O que propões Daniel Zen para a Educação? 

– Ampliar o atendimento da população com idade de zero a três anos em creches;

– Implementar ações para universalizar o acesso à PréEscola (4 e 5 anos);

– Oferecer o atendimento nas creches e escolas que garanta a presença das crianças em condições de vulnerabilidade, assegurando a frequência escolar de todas as crianças matriculadas, articuladas aos programas sociais de cidadania;

– Oferecer transporte escolar os gastos, dirigindo o orçamento para a manutenção das creches e escolas com a maior qualidade possível. para as crianças com deficiência e moradores da zona rural que necessitem;

– Criar a Política Municipal da Primeira Infância, articulada com todas as secretarias, organizações da sociedade civil, garantindo que todas as crianças estejam em condições de aprender, estabelecendo programas de correção de fluxo para os alunos com distorção idadeano;

– Criar políticas de aproximação das famílias à vida escolar das crianças matriculadas;

– Minimizar os impactos da pandemia na rede municipal de Rio Branco, oferecendo acompanhamento especializado para mitigar os impactos aos profissionais da educação e aos alunos.

– Manter o Plano de Carreira de Rio Branco atrativo e sustentável garantindo remuneração melhor a todos que estão na carreira;

– Redefinir política de valorização e de remuneração docente;

– Oferecer condições de trabalho adequadas.

O que propõe Jamyl Asfury para a Educação? 

– Garantir o direito e o acesso à educação promovendo O atendimento de qualidade, pelo poder público municipal, adequando espaços, mobiliários e materiais apropriados às crianças na faixa etária de zero a seis anos;

– Investir na formação dos professores e gestores;

– Elaborar diretrizes curriculares, dentre outras ações visando a destinação de recursos públicos para a sua efetivação.

– Integrar socialmente as unidades escolares às famílias dos alunos do sistema de educação municipal, entendendo que a Educação Infantil tem função complementar à ação da família, o que implica uma profunda, permanente e articulada comunicação entre a Escola e o meio social;

– Assegurar a valorização do professor de Educação Infantil, incentivando-o a participar do Programa de Formação Inicial para Professores em Exercício na Educação Infantil do Município de Rio Branco;

– Assegurar a valorização do professor de Educação Infantil, incentivando-o a participar do Programa de Formação continuada para Professores em Exercício na Educação Infantil do Município de Rio Branco;

– Promover ações inovadoras, que contribua no avanço na produção de conhecimentos teóricos na área da Educação Infantil, sobre a infância e a prática pedagógica;

– Promover a utilização da tecnologia em toda a rede de ensino municipal.

Criar espaços físicos, equipamentos, brinquedos e materiais adequados para a garantia de um trabalho de qualidade com as crianças, inclusive, com aquelas que apresentam necessidades educacionais especiais.

– Escola em tempo integral. Promover as escolas na ampliação da jornada escolar dos alunos, trazendo, inclusive, novas disciplinas para o currículo escolar.

O que propõe Jarbas Soster para a Educação? 

– Realizar diagnóstico sobre o impacto da pandemia na formação dos alunos da rede municipal de ensino;

– Ampliar a formação continuada dos profissionais da educação aplicando as novas realidades tecnológicos no cenário pós pandêmico;

– Elaborar e implementar plano para recuperar eventuais defasagens no aprendizado;

– Recuperar e ampliar a rede escolar municipal, dotando-a de condições de pleno funcionamento, a fim de que seja um espaço humano e moderno de aprendizagem aos alunos e trabalhadores da educação;

– Implantar sistema de gestão e acompanhamento escolar com caráter informativo e consultivo, disponibilizando dados de frequência, alimentação diária do aluno antes do início da aula, a produtividade e boletim curricular, interligado aos CRAS;

– Valorizar o servidor da educação municipal;

– Aumentar o índice de escolarização e consequentemente diminuir índice de analfabetismo;

– Criar o Programa de Educação Municipal Integrada e Humanizada, a fim de trazer experiências de impacto real na vida do estudante e seus familiares;

– Ampliar oferta de Creches em bairros desatendidos;

– Construir Creches de Tempo Integral, em parceria com o governo federal, ampliando o acesso à educação infantil de qualidade.

O que propõe Minoru Kinpara para a Educação? 

minoru2– Aprimorar o sistema de educação municipal com a ampliação de vagas pautadas no contínuo crescimento da qualidade, com garantia da universalização as crianças de quatro a cinco anos e ampliação no atendimento na faixa de zero a três anos e anos iniciais do ensino fundamental;

– Investir na ampliação da oferta de educação infantil de 0 (zero) a 3 (três) anos na rede direta, indireta e conveniada;

– Consolidar a expansão de ofertas de vagas para a pré-escola e os anos iniciais da educação básica;

– Parceria com a iniciativa privada para ampliação do número de vagas nas estruturas existentes ou por meio da criação de novos espaços;

– Implantação em parceria com os Governos Federal e Estadual das Unidades Municipais de Educação Infantil – UMEI’s. Estruturas mais simples e funcionais, a serem instaladas nos bairros de maior vulnerabilidade social e que apresentam grande demandas por vagas Ampliar a oferta e o acesso à educação integral;

– Inserir no planejamento de matrículas para as creches municipais, o REGIME DIFERENCIADO DE CRITÉRIOS PARA ACESSO no quantitativo das vagas, com prioridade para os alunos com deficiência e crianças em Propostas Plano de Governo Pra cuidar de Rio Branco. Pra cuidar da gente 93 situação de vulnerabilidade social;

– Discutir com a UFAC a possibilidade de implantação da Creche Universitária;

– Revisão, atualização e modernização dos Planos de Cargos, Carreiras e Salários dos servidores da educação;

– Reestruturação da tabela de titulação buscando incentivar a qualificação progressiva (stricto sensu) dos profissionais da educação;

– Atualização e recomposição do salário base dos servidores de apoio.

O que propõe Roberto Duarte para a Educação? 

– Discutir, com a comunidade escolar, a revisão da Lei de Gestão Democrática, possibilitando mais transparência e efetiva participação de todos os segmentos da educação, na gestão dos processos educacionais;

– Reassumir, progressivamente, a responsabilidade pelos anos finais do ensino fundamental, iniciando com a oferta do 6° ano do ensino fundamental (a partir de 2023) em escolas municipais que possuem acima de 500 alunos matriculados, as quais farão parte do projeto Escola Municipal Cívico-Militar, em adesão ao modelo proposto pelo Ministério da Educação;

– Aperfeiçoar a política de avaliação da aprendizagem e dos processos educacionais, permitindo aos professores o desenvolvimento de práticas de ensino 20 emancipatórias (mais autonomia ao professor) e, aos demais profissionais da educação, maior capacidade de reflexão acerca das atividades e rotinas da escola;

– Garantir capacitação em gestão escolar e equipes técnicas permanentes de suporte à gestão nas escolas, auxiliando a Direção nos processos administrativos e de rotina;

– Criar o Núcleo Melhores Práticas de gestão escolar, responsável pelo monitoramento e avaliação da qualidade do ensino da rede municipal, viabilizando o compartilhamento e a troca de experiências das melhores práticas aplicadas à gestão das escolas;

– Implantar a plataforma digital Escola online, garantindo o registro e o acompanhamento do desempenho de 100% dos alunos da rede municipal de educação, além da oferta de serviços, como matrículas, transferências, emissão de certificados, histórico e boletim escolar, além de consultas e outros serviços digitais;

– Disponibilizar conteúdo didáticopedagógico, incluindo livros digitais, vídeos, videoaulas, jogos educativos, dentre outros, massificando a utilização da tecnologia como recurso pedagógico estratégico;

– Disponibilizar ferramentas para a geração de relatórios e cruzamento de dados, em tempo real, otimizando o tempo dos professores e fornecendo as informações estratégicas para o planejamento e tomada de decisões;

– Garantir transparência na divulgação dos dados consolidados de todas as unidades escolares, com relação a quantidades de alunos, turmas, resultados dos índices, prestações de contas, dentre outros;

– Criar o Programa Transporte do Conhecimento, com a aquisição de veículos ônibus/micro-ônibus, assegurando que os alunos da Rede Municipal possam participar de atividades pedagógicas em ambientes externos à sala de aula (parques, feiras, exposições, museus, empreendimentos, espaços recreativos, esportes, etc), bem como trocar experiências conhecendo as melhores práticas escolares aplicadas por outras unidades.

O que propõe Socorro Neri para a Educação? 

– Ampliar o Programa de Formação Continuada Municipal para os profissionais da educação;

– Fortalecer o Programa de Formação em Educação Especial para profissionais da educação;

– Dinamizar as ações de manutenção da infraestrutura das escolas;

– Expandir a infraestrutura de conectividade de alta velocidade nas escolas da Rede Municipal de Ensino;

– Consolidar o Sistema Digital de Informações da Gestão Escolar (matrícula, lotação, censo, vida funcional);

– Fortalecer o Portal da Escola, como ferramenta que propicie ambientes virtuais de aprendizagem, diversificando as atividades educativas e recreativas;

– Fortalecer o Centro de Multimeios, ampliando o atendimento à rede de ensino, por meio do aumento de equipe, insumos e infraestrutura de transporte;

– Criar dispositivos de combate à evasão escolar a partir de acompanhamento sistemático dos dados de matrícula, frequência e rendimento escolar;

– Melhorar o transporte escolar rural, por meio da aquisição de novos ônibus escolares;

– Consolidar o Programa de Atendimento Pedagógico Domiciliar – Educação Especial.

O que propõe Tião Bocalom para a Educação? 

– Revisão do Plano de Carreira da educação;

– Criação do Cardápio de Merenda Escolar on-line;

– Melhoria da qualidade da merenda escolar;

– Garantir aquisição de produtos da agricultura familiar cadastrados para compor parte da merenda escolar;

– Parceria com o Governo do Estado para contratação de mais professores, com todas as aulas sendo ministradas e abastecimento da merenda escolar aos alunos do ensino fundamental. Bem como a manutenção predial e compra de materiais de trabalho e de limpeza;

– Construção de novas creches;

– Reforma, ampliação e melhoria de Creches;

– Garantir o transporte escolar da zona rural;

– Incluir o pescado na merenda escolar para fortalecer a qualidade da merenda escolar e fomentar o desenvolvimento da agricultura familiar;

– Realização de cursos de formação continuada para os professores.

É PERMITIDA SUA REPRODUÇÃO PARCIAL COM O SITE CONTILNETNOTICIAS.COM.BR SENDO LINKADO E CITADO.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Receba nossas notícias em seu email

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 5.896 outros assinantes

Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.