Rio Branco, Acre,


Médica, mãe e ativista: conheça Michelle Melo, a vereadora eleita mais votada em Rio Branco

“Eu sempre fui uma menina interessada em ser médica, cuidar de vidas, proteger os outros", comentou

Eleita para a Câmara Municipal de Rio Branco, a médica da família e da comunidade, Michelle Melo (PDT), é a vereadora mais bem votada das eleições na capital acreana, com 3576 votos.

Filha do Seu Nelson e da Dona Dedê, fruto de uma família humilde e batalhadora, a acreana de 36 anos é mãe de 2 filhos, namora com a enfermeira Jiza Lopes Cezar e é evangélica praticante.

Michelle Melo tem apenas 36 anos/Foto: Reprodução

Sua história, desde criança, sempre foi atravessada pelo “gosto por cuidar de vidas”, a partir do sonho de ser médica, que lhe acompanha desde que “se entende por ser humano” até os dias atuais. Michele foi entrevistada pelo ContilNet nesta segunda-feira (16).

“Eu sempre fui uma menina interessada em ser médica, cuidar de vidas, proteger os outros e fazer algo por quem eu amo. Minha natureza é cuidar”, disse Melo.

A acreana é mãe de dois filhos/Foto: Reprodução

Educada com muito esforço pelos pais com as outras duas irmãs, que atualmente são advogadas, Michele foi para a Espanha com 17 anos, cursar Medicina na Universidade de Cordoba. Sua compreensão a respeito dos problemas causados pela desigualdade social no Brasil se expandiu quando o outro país passou a lhe dar algumas lições.

“Quando fui morar na Espanha e me formar em Medicina, percebi que lá, onde as pessoas são mais felizes porque não sofrem com a desigualdade absurda que presenciamos neste país, o que de fato nós como brasileiros temos que fazer é lutar contra essa disparidade na garantia de direitos, contra as mazelas sociais que deformam a nossa sociedade”, comentou.

A partir disso, a médica veio para o Brasil com o coração ainda mais tomado pelo desejo de cuidar e oferecer o melhor de si para os outros.

“Depois que presenciei tudo isso na Espanha, voltei para o Brasil com minha formação e com o desejo ainda mais latente no meu coração de cuidar mais intensamente dos outros. É o que faço no exercício da minha profissão, na minha vida particular e, futuramente, no meu trabalho como vereadora”, destacou.

Michelle foi a vereadora mais bem votada, com 3576 votos/Foto: Reprodução

Quando questionada sobre a forma como conduzirá seu mandato na Câmara, Michele garantiu que sua luta será para garantir as pluralidades, o respeito às diferenças e a construção de um espaço em que a população esteja mais próxima do trabalho de um vereador.

“Durante toda a campanha não levantamos bandeiras isoladas, mas abraçamos as pessoas com todas as suas diferenças e subjetividades. Queremos um mandato de todos, plural, comprometido com o bem estar, com as vozes que ainda não foram escutadas. É assim que faremos. Gente cuidando de gente”, salientou.

Michelle disse ainda que seu posicionamento diante de projetos polêmicos e da relação com o futuro prefeito ou prefeita da Capital não será o de “criar contendas ou polos”, mas “construir pontes”.

“Eu não acredito que polarizar as discussões e extremar as relações seja um melhor caminho para lidar com questões polêmicas e dialogar com o executivo, por exemplo, mas penso que criar pontes seja a mais eficaz decisão, de forma que atenda a necessidade da população”, continuou.

“Não será o meu mandato, mas o do povo, o nosso mandato”, concluiu.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up