Rio Branco, Acre,


Motorista de app se irrita com bebida em carro, atropela e mata passageiro

O condutor, de 27 anos, se irritou com o cliente, de 30, após uma discussão sobre o uso de bebida alcoólica dentro do veículo

Um motorista de aplicativo atropelou e matou o passageiro na madrugada deste domingo (15/11), em Ceilândia.

O homem de 27 anos se irritou com o passageiro, de 30, após uma discussão sobre o transporte de bebida alcoólica dentro do veículo. O condutor encerrou a corrida antes mesmo de chegar ao destino.

Irritado, ele acelerou e jogou o carro contra a vítima, que foi esmagada contra a parede de um quiosque.

O caso ocorreu por volta de 4h30, no Setor M EQNM 2/4, nas proximidades da 15ª Delegacia de Polícia (Ceilândia).

Após o crime, o autor se apresentou na delegacia. A mulher da vítima estava no local e detalhou aos policiais a dinâmica dos fatos. Os dois eram casados há oito anos.

Segundo a mulher da vítima, os dois embarcaram no veículo, um Renault Logan, de cor prata, com copos de bebida nas mãos.

O motorista os alertou sobre o risco de derrubar a cerveja no interior do carro. A mulher jogou o liquido fora, mas o homem se negou. A repreensão deu início a uma discussão entre os dois.

A vítima chegou a chamar o condutor de “folgado”, alegou que ele “tinha que aprender a trabalhar e ser humilde”.

Irritado, o homem encerrou a corrida antes de chegar ao destino final. A vítima desceu do veículo e o motorista jogou o carro em direção ao casal, que conseguiu fugir, inicialmente.

A vítima reagiu jogando uma garrafa de cerveja no carro. O autor partiu, novamente, com o automóvel para cima da vítima e a atropelou.

Com o homem caído no chão, o motorista do veículo ainda continuou acelerando o veículo até conseguir prensá-lo contra a parede de um quiosque, que fica ao lado da delegacia.

O autor, que não tinha passagens pela polícia, foi preso em flagrante.

 

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up