Rio Branco, Acre,


Segunda onda: Acre está entre os estados do Brasil que puxam o aumento de casos

Número de pacientes internados com doenças respiratórias graves cresce em regiões de 15 estados brasileiros

Um estudo divulgado nesta quinta-feira (19) pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) mostra que o Acre é um dos Estados do Brasil em que a covid-19 avança com mais força na 2º onda do vírus no Brasil.

Além do Acre, os 14 estados com tendência moderada ou forte de alta de casos são: Alagoas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso, Paraíba, Piauí, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo.

PUBLICIDADE

O número de pacientes internados com doenças respiratórias graves cresce em regiões de 15 estados brasileiros, incluindo 10 capitais.

Os dados foram coletados de 8 a 14 de novembro.

A Fiocruz divide o espalhamento da doença em alguns níveis: curto prazo, longo prazo, moderada e forte. Uma tendência forte de longo prazo significa que houve aumento em seis semanas anteriores e a probabilidade de a situação continuar assim passa de 95%. É o caso do Acre e de Santa Catarina praticamente inteiros, além da região do Jequitinhonha em Minas Gerais e do oeste do Rio Grande do Norte, entre outros.

As dez capitais com tendência de alta são: Belo Horizonte, Florianópolis, Goiânia, João Pessoa, Natal, Palmas, Rio Branco, São Luís, Vitória e região central do Distrito Federal.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up