Rio Branco, Acre,


Mãe de poeta falecido em novembro luta pela vida na UTI do Pronto-Socorro da Capital

Gizelda Silveira contraiu a covid-19 e necessita de remédio de R$ 4 mil para sobreviver

A professora de filosofia Gizelda Silveira, mãe do poeta Victor Silveira, falecido no final de novembro vítima de câncer, vive seu luto em um leito de UTI do Pronto-Socorro de Rio Branco após ter contraído a covid-19.

Segundo informações, o estado de saúde dela é delicado. A mulher necessita de um medicamento, o Tocilizumabe, que custaria cerca de R$ 4 mil e não é ofertado pela saúde pública.

Para angariar recursos para a aquisição do remédio, familiares e amigos fazem campanha de arrecadação financeira pelas redes sociais.

Quem quiser colaborar pode transferir qualquer quantia para a conta corrente 56.254-8 e agência 3022-8, Banco do Brasil, no nome de Victoria. O CPF para o depósito é 553.730.202-06.

Victor, filho de Gizelda, morreu no dia 24 de novembro, aos 21 anos, após luta contra um câncer no osso do braço esquerdo.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up