Rio Branco, Acre,


Após denúncia, Corpo de Bombeiros diz que piscina do Armando Nogueira será revitalizada

A manutenção diária da piscina torna-se inviável, foi o que disse a assessoria do Corpo de Bombeiros do Acre

Depois de noticiado pelo ContilNet o descaso com a única piscina de medidas olímpicas no Acre, na Escola Armando Nogueira, em Rio Branco, o Corpo de Bombeiros disse que um projeto de revitalização do espaço está em execução.

A piscina virou um verdadeiro criadouro de larvas do mosquito Aedes Aegypti – transmissor da dengue. Ela está abandonada desde março de 2020, quando iniciou a pandemia do coronavírus.

“O Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Acre tem projeto em execução para a revitalização da Piscina Armando Nogueira, no qual está previsto serviços de reforma, tais como: troca completa da grade de água pluvial (chuvas), Readequação das placas de pedras em volta da piscina, Troca e rejuntamento dos azulejos, readequação da fiação elétrica e do Toldo de acomodação dos participantes, bem como pintura de toda a área. Além disso, já foram adquiridos materiais como discos e boias flutuantes, totalizando aproximadamente 20 mil reais em equipamentos”, disse a assessoria de comunicação do órgão.

Em nota enviada à nossa reportagem, o Corpo de Bombeiros ainda justificou que a manutenção diária torna-se inviável por dois principais motivos. “Com a suspensão das atividades, a manutenção diária da piscina torna-se inviável, uma vez que além dos gastos excessivos, pode ocorrer a utilização da piscina por pessoas não autorizadas, causando riscos de afogamento”, destacou.

Abandonado e com água lodosa, o natatório ganhou destaque em uma das páginas de memes do estado, o Desacreditados, sendo ironicamente chamado de “o novo Parque da Maternidade”.

Ao final, a assessoria explicou que as atividades de natação serão retomadas na escola após a pandemia.

CONFIRA A NOTA NA ÍNTEGRA. 

O Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Acre tem projeto em execução para a revitalização da Piscina Armando Nogueira, no qual está previsto serviços de reforma, tais como: troca completa da grade de água pluvial (chuvas), Readequação das placas de pedras em volta da piscina, Troca e rejuntamento dos azulejos, readequação da fiação elétrica e do Toldo de acomodação dos participantes, bem como pintura de toda a área. Além disso, já foram adquiridos materiais como discos e boias flutuantes, totalizando aproximadamente 20 mil reais em equipamentos.

O projeto Nadando com o Corpo de Bombeiros atende cerca de 3 mil pessoas por ano e está com suas atividades suspensas desde março de 2020, devido a COVID-19, impossibilitando a aglomeração de pessoas em espaços públicos. Com a falta de movimentação no espaço, o CBMAC recolheu todos os materiais e os profissionais que desempenhavam funções no local, foram realocados para outros setores.

Com a suspensão das atividades, a manutenção diária torna-se inviável, uma vez que além dos gastos excessivos, pode ocorrer a utilização da piscina por pessoas não autorizadas, causando riscos de afogamento.

Após a reforma, as atividades serão readequadas e retomadas de acordo com a orientação do Comitê de Acompanhamento especial da Covid-19.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up