31 C
Rio Branco
12 abril, 2021 5:04 pm

Associação com 25 bares pede que governo feche ‘tudo’ em Rio Branco: “Bom senso”

POR NANY DAMASCENO, DO CONTILNET

A Associação dos Bares do Acre, que reúne ao menos 25 empreendimentos, pediu pelo fechamento total dos estabelecimentos para conter o avanço da covid-19.

Na semana passada, o governador Gladson Cameli impôs toque de recolher entre as 22h e 6h da manhã para frear a curva de contaminação no estado. Apenas serviços essenciais podem permanecer abertos nesse horário. A população também fica proibida de se aglomerar nas ruas e ambientes públicos e privados nesse horário.

Apesar do decreto de toque de recolher, a associação entende que o melhor para a população é uma lei ainda mais rígida.

Em sua página no Instagram, a associação fez a postagem: “Fecha tudo, o bom senso e a lei devem prevalecer para todos. Devido a quase totalidade dos leitos de UTI esgotados no Acre, a Associação dos Bares pede o fechamento geral em todos os setores”.

Segundo o último boletim divulgado pelo Estado, o Acre registrou 342 novos casos de coronavírus na quinta-feira (29), além de dois novos óbitos fazendo com que o toral de mortes pela doença suba para 860.

 

Bares fecham por conta própria

Pelo menos três bares decidiram nas últimas horas fechar as portas no Acre de forma temporária. Em Rio Branco, o Bar’tô Pub anunciou que a partir desta quinta-feira (28) não vai abrir até que a pandemia amenize na cidade. Em comunicado, a equipe do estabelecimento dá o exemplo e se solidariza com amigos e parentes de vítimas do coronavírus.

O Capones Bar e Restaurante também comunicou o fechamento temporário e disse que em breve estará de volta às noitadas. Já em Cruzeiro do Sul, segunda cidade mais atingida pela Covid-19, o Amnésia Pub suspendeu as atividades por pelo menos uma semana.