Rio Branco, Acre,


Instituto Ecumêmico do AC diz que governo Bolsonaro faz ameaças permanentes ao país

A carta trata-se de uma contribuição do movimento ecnumênico para os dias atuais

O Instituto Ecumênico Fé e Política do Acre (IEFP) lançou neste sábado uma carta de princípios sobre o momento atual do Brasil, incluindo a dimensão política.

De acordo com um dos integrantes, o padre da Diocese de Rio Branco, Massimo Lombardi, a carta trata-se de uma contribuição do movimento para os dias atuais.

Na publicação, o IEFP faz duras críticas ao governo de Jair Bolsonaro, apoiando grupos mais vulneráveis da sociedade, como pobres, mulheres, negros, povos indígenas, público LGBTI, etc.

“Este texto é resultado do diagnóstico de lideranças políticas e religiosas, preocupadas com o agravamento da situação econômica e social em nosso país com grandes retrocessos sociais e políticos especialmente a partir do Governo Bolsonaro, com ameaças permanentes ao Estado de Direito e às instituições democráticas como o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal. O resultado da política desse governo penalizando sempre os segmentos da população mais vulneráveis”, diz um trecho.

CONFIRA NA ÍNTEGRA: 

 

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up