Rio Branco, Acre,


No Acre, funerária troca corpos de vítimas da covid-19 e família vela outra pessoa

A própria empresa procurou os entes queridos nesta quarta-feira para informar o problema

O último adeus a Francisco das Chagas Miranda Silva, de 40 anos, que morreu de covid-19 na terça-feira (5), virou motivo de revolta para a família do homem.

Isso porque o corpo velado e enterrado na quarta (6), no Cemitério Morada da Paz, era, na verdade, de outro Francisco, que também havia morrido de coronavírus na mesma data. A Funerária Morada da Paz admitiu à família que trocou os corpos por engano.

Miranda era motorista de aplicativo e, segundo informações do AC24Horas, muito querido na categoria, o que aumentou ainda mais o sentimento de revolta dos amigos, especialmente os que compareceram ao velório e enterro.

*Com informações do AC24Horas

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up