Rio Branco, Acre,


Primeira noite de toque de recolher em Rio Branco foi tranquila, diz Polícia Militar

Corporação vai regular a conduta de todas as guarnições policiais durante a vigência da medida

A primeira noite de vigência do toque de recolher imposto pelo governo para frear o avanço da Covid-19 no Acre terminou sem ocorrências, informou a Polícia Militar (PMAC), órgão que faz a fiscalização ostensiva da medida. A população parece ter entendido o recado e não deu trabalho para as forças policiais.

Das 22h às 6h os acreanos ficam proibidos de se aglomerarem nas ruas e em ambientes públicos e privados. Para isso, o estado ordenou o fechamento de todos os serviços e atividades não essenciais durante esse horário.

Quadras de esporte, bares, restaurantes, parques, praças e igrejas foram diretamente atingidos pelo decreto, que nasce em meio ao aumento nos casos e mortes por coronavírus no estado e em outras partes do Brasil.

“O efetivo, caso flagre alguma situação irregular, encerrará a execução da atividade e acionará a Delegacia Itinerante para que proceda a elaboração de Termo Circunstanciado de Ocorrência. Além disso, o estabelecimento ainda estará sujeito a sanções pecuniária e administrativas”, informou a PMAC, por meio de sua assessoria de comunicação.

Nesta terça-feira (26), a corporação emitiu uma ordem de operações que prevê a regulação da conduta de todas as guarnições policiais durante a vigência do decreto, que é de 30 dias.

O Corpo de Bombeiros também ajuda com a fiscalização. Carros com sonorização percorrem a cidade orientando a população a ficar em casa e se proteger da pandemia, que já matou cerca de 850 no estado.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up