Rio Branco, Acre,


Bittar diz que governo federal deverá liberar 450 milhões para ajudar desabrigados

Senador realizará reunião com Guedes e Marinho pra garantir verba para o Acre

O senador Márcio Bittar iniciou 2021 com uma intensa agenda de reuniões a fim de sanar emergencialmente os problemas causados pelas alagações em Rio Branco. Na semana passada, recebeu o prefeito Tião Bocalom para uma reunião com o ministro do desenvolvimento, Rogério Marinho, além do Coordenador da Defesa Civil, Ricardo Silva.

Em visita ao Estado, visitou áreas críticas, como os entornos dos igarapés São Francisco , além do município de Sena Madureira, quando reuniu -se com o prefeito Mazinho Serafim para prestar apoio às questões emergenciais. Em decorrência das fortes chuvas que afetaram também Cruzeiro do Sul, Bittar falou diretamente com o prefeito Zequinha Lima , além de ratificar total apoio ao prefeito de Rio Branco.

Com o agravamento da situação e a ameaça iminente as outras regiões, Bittar agendou uma nova reunião, para esta quinta- feira , dia 18 de fevereiro, desta vez com os ministros Paulo Guedes ( Economia ) e Rogério Marinho ( Desenvolvimento) , além do governador GLadson Cameli, a fim de entender as principais providências a serem tomadas na situação dos desabrigados no Estado, que já somam mais de cinco mil famílias.

Bittar disse que o governo federal deverá liberar 450 milhões de reais nos próximos dias para ajudar as pessoas que tiveram suas casas atingidas pelas enchentes dos rios. “Conversamos com o ministro Paulo Guedes e explicamos a situação de calamidade que vários municípios do Acre estão passando. Ele garantiu que vai agilizar a liberação dos recursos para os próximos dias. O orçamento só deverá ser aprovado no final de março. As pessoas que estão sofrendo com a enchente não podem esperar tanto tempo”, disse o senador.

Tensão na fronteira : Bittar intercede para evitar tragédia diplomática

O senador Marcio Bittar, de volta a Brasília para se dedicar a relatoria do Orçamento 2021, está se dedicando também a tratativas apaziguadoras: em conversa com o ministro das relações exteriores , Ernesto Araújo, Bittar salientou a importância da negociação com as autoridades peruanas para que os mais de trezentos haitianos acampados na ponte binacional , na divisa entre Assis Brasil e o Peru , possam ingressar no país vizinho.

“Esta é uma situação muito peculiar. São mães e pais de famílias, que estão desde março do ano passado vivendo em situação crítica , mas amparados pela prefeitura de Assis Brasil. A pandemia agravou o problema e no mesmo dia em que os imigrantes ocuparam a ponte , eu pedi pessoalmente ao ministro que intercedesse junto às autoridades peruanas . O governo brasileiro ofereceu os testes para identificar pessoas infectadas, ofertou inclusive vacina para imunizar esses imigrantes. Estamos todos muito sensíveis à situação. Trata- se de uma questão complexa , diplomática , que depende de colaboração e boa vontade mútua. O governador de Madre de Dios está tentando autorização do governo peruano e esperamos que tudo se resolva nos próximos dias sem que haja mais violência.” Concluiu.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up