Rio Branco, Acre,


Não é só covid-19: saiba outras causas da perda ou redução do paladar

Uma delas pode ser um problema neurológico relacionado ao sentido e interpretação do paladar no cérebro

Esses dias, estava buscando sobre as causas de algumas dores e sintomas e, para minha surpresa, o site de busca me sugeriu: “dor X e covid-19”. E isso não foi nada surpreendente, pois qualquer coisinha que estamos sentindo atualmente desconfiamos que é sinal da doença provocada pelo coronavírus —mesmo que o sinal não esteja na lista dos problemas causados por ela.

Agora, imagine você quando tem um sintoma que está na lista de sintomas da covid-19? Logo de primeira já acredita que está infectado e deixa de lado inúmeros problemas relacionados a alguns sinais comuns.

Você já acordou e sentiu, por exemplo, o gosto do alimento totalmente diferente? Ou não sentiu nenhum sabor? Ou parecia que o alimento estava sem tempero? A perda do olfato ou do paladar é um sinal da covid-19. Por esse motivo, os médicos ficam em alerta máximo quando seus pacientes lhes dizem que a comida não tem mais sabor —e é importante fazer o exame o quanto antes para saber se você está infectado com o coronavírus. Entretanto, a covid-19 não é a única causa da perda de paladar e a condição pode ter uma infinidade de causas.

Uma delas pode ser um problema neurológico relacionado ao sentido e interpretação do paladar no cérebro. Esses fatores podem levar a:

Hipogeusia Capacidade reduzida de saborear alimentos –doces, azedos, amargos ou salgados.

Ageusia Eliminar o paladar completamente.

Disgeusia Fazer com que os alimentos e as bebidas tenham um sabor diferente.

Listarei aqui algumas explicações para mudança repentina do sabor dos alimentos —ao ter o sintoma, sempre procure um médico para te auxiliar.

Comida e bebida muito quente Quem já não foi comer com pressa ou não percebeu que algo estava absurdamente quente e, literalmente, queimou a língua? Mesmo que você não chegue a “queimar” a língua, alimentos ou bebidas quentes podem causar mudanças no paladar pelo “trauma” local e temporário nas papilas gustativas. Porém, fique tranquilo, é temporário e, assim que reestabelecer, o paladar volta ao normal.

Resfriados comuns ou quadros alérgicos Quando você fica resfriado/congestionado é natural que não sinta o gosto nem o cheiro dos alimentos —e também não tenha vontade de comer. A congestão nasal causada por uma infecção viral, bacteriana ou alérgica pode dificultar a sensibilidade do seu paladar e olfato —que são sentidos totalmente relacionados. Após realizar o tratamento indicado pelo seu médico e os sintomas de congestão aliviarem, você conseguirá restabelecer seus sentidos.

Deficiência de nutrientes Quando nosso organismo está carente de certos nutrientes, como zinco e vitamina B12 —relacionada ao funcionamento do sistema nervoso— pode ocorrer alteração do paladar. Contudo, é necessário que seja realizado exames para detecção dessa deficiência e analisar com um médico se é necessário a suplementação, pois a dosagem é individual e deve ser recomendada de acordo com suas necessidades.

Pólipo nasal Resfriado comum ou alergias que progridem para infecções nos seios nasais (sinusite) podem gerar uma inflamação nasal e nas cavidades, levando a formação de pólipos nasais —crescimento nas cavidades nasais com maior probabilidade de aparecer por volta dos 30 ou 40 anos. Esses pólipos podem obstruir a cavidade nasal, levando à redução do olfato e consequentemente da capacidade de sentir o paladar. Assim, é necessário a detecção dos pólipos por um médico para posterior tratamento.

Problemas neurológicos Como citado acima, condições neurológicas que afetem os nervos cranianos (como paralisia de Bell, uma condição na qual o nervo facial que controla a contração da musculatura do rosto é lesado por uma inflamação, que leva o nervo a parar de funcionar parcialmente ou completamente), podem afetar o paladar. É necessário diagnóstico clínico com um médico, realizado com exames físicos, para individualizar a conduta.

Doenças autoimune Uma doença autoimune pode ser a origem da alteração do paladar, como a síndrome/doença de Sjögren, caracterizada principalmente pela manifestação de secura intensa ocular e na boca associadas à presença de autoanticorpos ou sinais de inflamação glandular. Essa secura pode estender-se às membranas mucosas da boca, afetando as papilas gustativas. Assim, com o fluxo de saliva reduzido, o paladar pode reduzir ou mesmo distorcer o gosto, notadamente um gosto metálico. Dentre outros sintomas da doença estão olhos secos ou nariz seco, cárie dentária, dor de estômago e dores nas articulações ou nos músculos. É necessário orientação médica e supervisão de um reumatologista para o tratamento.

Medicamentos Alguns remédios são capazes de modificar ou mesmo inibir o paladar, como medicamentos para a tireoide, certos inibidores da ECA para hipertensão, antifúngicos e quimioterápicos. Ao notar qualquer mudança no paladar relacionada à administração medicamentosa, é importante perguntar ao seu médico sobre os efeitos colaterais para anular qualquer possibilidade.

Covid-19 A causa atual mais comum de redução ou perda de paladar e olfato é a covid, sendo esse um dos sintomas iniciais mais marcantes. Por esse motivo, no texto de amanhã vou explicar por que isso acontece e estratégias para restabelecer esses sentidos. Reforço que, se você estiver sentindo perda de olfato e/ou paladar, bem como outros sintomas comuns de covid, incluindo febre, calafrios, tosse, dores no corpo, dor de cabeça, coriza, vômito ou diarreia, procure um médico.

 

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up