Rio Branco, Acre,


Vereador Adailton Cruz visita Into após receber denúncias sobre demora em atendimento

Segundo informações, haveria uma enorme demora no atendimento primário às pessoas

O Vereador Adailton Cruz (PSB) esteve no INTO na manhã desta quarta-feira (17) com o intuito de apurar denúncias feitas por pacientes e acompanhantes sobre o atual modus operandi da unidade.

Também estiveram acompanhando a visita, vereadora Lene Petecão (PSD), representando a Comissão de Saúde da Câmara Municipal de Rio Branco, Deputado Dr. Jenilson Leite (PSB), como representante da ALEAC, Jean Lunier, representando o Sindicato dos Servidores em Saúde do Acre – SINTESAC e o Sr. João Batista de Lima, presidente do COREN/Ac.

Segundo informações recebidas, haveria uma enorme demora no atendimento primário às pessoas com suspeita de COVID-19, além da falta de informação aos acompanhantes dos enfermos que ali estão internados. Segundo relatos, haviam acompanhantes aguardando retorno sobre a situação médica de seus familiares há mais de 1 dia.

“ É muito triste, eu estou aqui fora desde às 15h de ontem e até agora não tenho nenhuma notícia sobre o estado de saúde do meu Esposo, que está internado lá dentro, não sei nem se ele já tomou algum remédio”, afirmou a Sra. Alcilene, enquanto aguardava notícias sobre o estado de saúde do seu marido na guarita do INTO.

A visita teve caráter positivo por parte da administração, que se comprometeu em melhorar a dinâmica de retorno das informações aos acompanhantes, sendo elas, agora passadas diariamente, no período da manhã, além da aquisição de Tablets para a realização de videoconferências que tornaria mais dinâmico esse procedimento. A direção também informou que nos próximos dias estarão duplicando o número de profissionais na área médica e reforçando os números na área da enfermagem com o intuito de otimizar os atendimentos.

Na oportunidade, o vereador Adailton informou que vai solicitar ao Governo do Estado e a Prefeitura de Rio Branco a ampliação de setores de referência para atendimento ao COVID-19, tendo em vista a falta de capacidade de internação de novos pacientes no INTO, bem como a utilização de outra unidade como referência no atendimento.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up