30 C
Rio Branco
6 maio, 2021 3:05 pm

Caso de vacinação da idosa: ContilNet tem acesso a novo vídeo e filha faz revelação

No vídeo, idosa é vacinada. Elas foram à Delegacia de Polícia Civil prestar esclarecimentos

POR TON LINDOSO, DO CONTILNET

Após circular nas redes sociais e veículos de imprensa a informação de que uma enfermeira teria simulado a aplicação da vacina contra o novo coronavírus em uma idosa na capital acreana, a reportagem do ContilNet Notícias conversou com dona Raimunda, filha da idosa, que estava acompanhando o procedimento.

Nossa reportagem conversou também com a Secretaria Municipal de Saúde de Rio Branco (SEMSA), que divulgou uma nota que você confere, na íntegra, ao final deste material.

“Não houve erro, o procedimento do agente de saúde foi absolutamente dentro dos protocolos de enfermagem. A própria filha foi até a delegacia e, de posse de um novo vídeo, desmentiu a reportagem [dada por um veículo acreano]. A família pensa até em processar”, diz um assessor, com exclusividade ao ContilNet.

Raimunda confirma que vacinação foi bem sucedida. Foto: Reprodução

Raimunda, a filha da idosa, conversou com nossa equipe na manhã desta sexta-feira (30). Em poucas palavras, Ray afirmou que sua mãe recebeu, sim, a vacinação de forma devida. “Senhor, a minha mãe tomou, sim, a vacina contra a covid-19. Correu tudo bem. A profissional de saúde, de forma alguma, tentou enganar minha mãe. Peço até desculpas à moça e ao posto de saúde (sic) por pessoas mal intencionadas terem usado o vídeo sem saber a real história”, afirma.

Nossa reportagem recebeu, ainda, um segundo vídeo que mostra a vacinação sendo aplicada. O vídeo você confere a seguir:

Confira, agora e na íntegra, a nota da Secretaria a respeito do caso:

Primando pela transparência e esclarecendo a opinião pública sobre um vídeo que circula nas redes sociais, de forma criminosa, querendo induzir a população a fazer mal juízo do sistema de vacinação de Rio Branco, onde mostra, sem o consentimento dela, uma servidora municipal de saúde, aplicando vacina anticovid em uma idosa, na URAP Roney Meireles, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) esclarece que:

– Essa situação que está sendo veiculada pela mídia local como sendo uma tentativa de enganar uma idosa na vacinação é inaceitável por esta Secretaria.

– A profissional agiu dentro dos preceitos que estabelecem a administração de injetáveis e controle da biossegurança: fez aspiração, constatou que atingiu um vaso, pois veio sangue, retirou a agulha e informou claramente: “vai ter que fazer outra”. Ou seja, desprezou a dose contaminada como preconiza o protocolo.

– O que se vê são pessoas, sem o mínimo de instrução ou conhecimento do protocolo de vacinação, julgando uma profissional que agiu dentro dos regulamentos do próprio SUS, cuidando do bem-estar da pessoa que receberia a vacina, pois caso fosse administrada daquela forma, seria prejudicial ao paciente, podendo evoluir a necrose tecidual ou até mesmo a morte por embolia.

Portanto, esta Secretaria repudia qualquer intenção de desabonar a conduta dessa profissional e manifesta total apoio à servidora que respeitou a regulamentação e agiu conforme a capacitação e o treinamento pela qual passou para a aplicação da vacina. A conduta acertada da servidora é elogiável e deve ser seguida como medida de boas práticas a ser executada na rotina.

Rio Branco, 29 de abril de 2021.