21 C
Rio Branco
14 maio, 2021 11:09 pm

Importante líder de facção que atua no Acre é condenado a quase 15 anos de prisão

POR MPAC

O Juízo da Vara de Delitos de Organizações Criminosas da comarca de Rio Branco acatou o pedido do Ministério Público do Estado do Acre (MPAC), feito por meio dos promotores que atuam no Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), e condenou um dos líderes de uma organização criminosa acriana que atua dentro e fora dos presídios do estado.

JCO, conhecido por Mentalista, foi condenado a uma pena de mais de 14 anos de reclusão em regime fechado pelos crimes de organização criminosa e porte ilegal de arma de fogo.

O réu, agora condenado, foi preso no dia 24 de julho de 2020, em São Paulo, durante uma operação conjunta da Polícias Civil do Estado do Acre, com o apoio da Polícia Civil do Estado de São Paulo e do Ministério da Justiça, para desarticular uma célula de organização criminosa acreana que atuava na capital paulista.

Ao todo foram cumpridos quatro (4) mandados de busca e apreensão em imóveis situados na zona sul de São Paulo. Bem como dois mandados de prisão em desfavor de uma pessoa apontada como líder da organização criminosa acriana, com atuação em outros estados da federação.

Com o investigado foi apreendido uma cédula de identidade falsa, que era utilizada para evitar sua prisão em caso de abordagem por policiais daquele estado, uma vez que possuía mandado em aberto por integrar organização criminosa, além de porte ilegal de arma de fogo.

A ação foi coordenada pelo Diretoria de Inteligência da Polícia Civil acriana, em conjunto com a Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) e Delegacia de Combate ao Narcotráfico (DNARC), com apoio imprescindível da Polícia Civil de São Paulo e do Ministério da Justiça, através do programa Vigia (Hórus) da Secretaria de Operações Integradas (Seopi).