31 C
Rio Branco
16 maio, 2021 4:45 pm

“Já lucraram o que podiam”, diz superintendente do Dnit sobre balsas do Abunã

A expectativa é que mais de dois mil veículos trafeguem mensalmente pela ponte que vai, finalmente, ligar os dois estados

POR EVERTON DAMASCENO, DO CONTILNET

O superintendente do Departamento Nacional de Infraestrutura (Dnit) de Rondônia, André Santos, disse durante vistoria feita pelo governador Gladson Cameli à ponte do Abunã nesta quarta-feira (28) que a obra já está pronta para a inauguração no próximo dia 7 de maio, com a presença do presidente Jair Bolsonaro.

“Estão sendo realizados somente alguns serviços de drenagens, como parte da conclusão, mas a ponte já está pronta para ser entregue”, comentou.

A ponte tem 1,520 quilômetro de extensão e 14,45 metros de largura, com duas pistas, dois acostamentos e passarela. E o custo da obra foi de aproximadamente R$ 154 milhões, de acordo com Santos.

André pontuou que a ponte será responsável pela geração de muitas conquistas para os dois Estados, como a diminuição no valor de produtos transportados, por exemplo.

“A inauguração da ponte traz a diminuição no valor que pagamos pelos produtos transportados, por conta do valor que antes era gasto pelos comerciantes com essa passagem tortuosa. Os proprietários de veículos não vão mais precisar pagar para atravessar pela balsa”, continuou.

“Eles [empresários responsáveis pelas balsas] já lucraram o que tinham de lucrar”, pontuou o superintendente.

A expectativa é que mais de dois mil veículos trafeguem mensalmente pela ponte que vai, finalmente, ligar os dois estados.