28 C
Rio Branco
6 maio, 2021 4:21 pm

Motorista que já pegou malária na balsa comemora ponte: “Acabou adoecimento”

“Vou ter uma economia de mais de R$ 1.200 por mês”

POR EVERTON DAMASCENO, DO CONTILNET

A inauguração da ponte sobre o Rio Madeira é uma conquista da população acreana e rondoniense, sem dúvidas, especialmente daqueles que utilizam a balsa para atravessar o rio e ganhar dinheiro para sustentar a família. Esse é o caso do motorista acreano de Cruzeiro do Sul, José Afonso Souza da Silva, de 58 anos.

Há 40 anos ele trabalha dirigindo um caminhão e transportando alimentos de um Estado para o outro, gastando em média mais de R$ 1.200 com a travessia – preço exigido pela empresa que gerencia a balsa.

Quando questionado sobre o impacto que a construção da ponte tem em sua vida, disse que a partir da inauguração, “tudo vai mudar”.

“Uma notícia que muda tudo nas nossas vidas, dos que dependem da profissão de motorista para sobreviver. Eu estou há 40 anos atravessando esse rio de balsa, pagando caro pela travessia e sonhando com a finalização dessa ponte”, disse à reportagem do ContilNet.

“Vou ter uma economia de mais de R$ 1.200 por mês”, continuou.

Seu Afonso contou ainda que já adquiriu até malária depois de ser picado por mosquitos enquanto aguardava travessia em uma das margens do rio.

“Não é fácil. Afeta o bolso e a saúde física e mental. Já até adquiri malária, esperando a passagem”, finalizou.

A conquista também foi comemorada pelo motorista Aristofanes Pereira, de 36 anos, que transporta veículos em seu caminhão de carga há 16 anos.

“Uma vitória. Acabou a espera e o estresse dessa travessia torturante”, acrescentou.

Um caminhão de carga paga, em média, R$ 122,oo por travessia.

O governador Gladson Cameli vistoriou o fim da obra na manhã desta quarta-feira (28). A inauguração será no próximo dia 7 de maio, com a presença confirmada do presidente Jair Bolsonaro.