30 C
Rio Branco
6 maio, 2021 2:02 pm

Ex-aliados dos tempos de FPA, agora se combatem nas redes sociais

Moisés Diniz e Cesário Braga, que foram militantes na Frente Popular, se atacam mutuamente

POR TIÃO MAIA, PARA CONTILNET

Aliados por 20 anos, quando o PT e o PCdoB juntos governaram o Acre em cinco governos subsequentes (dois mandatos de Jorge Viana, um de Binho Marques e outros dois de Tião Viana), os militantes de esquerda Cesário Campelo Braga e Moisés Diniz agora lutam em campos opostos. Nas redes sociais, embora mantenham algum respeito mútuo e sem cair pra as baixarias de cunho pessoal, os dois políticos vêm se pegando.

Moisés Diniz é ex-deputado federal pelo PCdoB / Foto: cedida

Braga é o presidente regional do PT e Diniz foi deputado estadual e federal pelo PCdoB, partidos que integraram a chamada Frente Popular até 2018, com a mais longeva parceria da história política do Acre. Braga, nascido e criado dentro do PT, continua na sigla, enquanto Diniz deu uma espécie de guinada de 180 graus do ponto de vista ideológico: deixou o PCdoB e se filiou ao PP (Partido Progressistas) para poder acompanhar o governador Gladson Cameli como seu Secretário de Assuntos Estratégicos.

E por posições tão antagônicas, o petista atacando o governo de Gladson Cameli e o ex-comunista, defendo-o. O último ataque feito por Cesário Braga foi um vídeo na pista do aeroporto de Marechal Taumathurgo, município do Alto Juruá, que estaria abandonada pelo governo. Braga chegou a chamar o governador de “irresponsável” pelo que seria o abandono da pista.

A resposta de Moisés Diniz não demorou a chegar. O ex-deputado lembrou que a recuperação dos aeródromos do interior tem sido uma constante preocupação do governador. Tanto é que os municípios de Feijó e Tarauacá estão com suas pistas recuperadas. “Feijó ganhou praticamente um aeroporto novo”, disse Diniz. “O problema em Marechal Taumarhurgo é que o governo não pode fazer tudo de uma vez. Chegar com material para construção civil naquela região é muito difícil, mas a recuperação da pista está no planejamento do governo e as obras começam em breve”, afirmou Moisés.