24.3 C
Rio Branco
27 julho, 2021 10:50 pm

DJ demitido na pandemia por Pocah cobra R$262 mil em direitos trabalhistas

DJ Malukin e Pocah trabalharam juntos durante nove anos e agora ele pede direitos trabalhista após ser demitido

POR EM OFF, IG

Daniel Gripp, mais conhecido como DJ Malukin, abriu um processo trabalhista contra Pocah.

Ele procurou a Justiça alegando que foi demitido durante a pandemia pela equipe da cantora, após nove anos de serviços prestados.

Segundo o jornal Extra, a ação corre na 9ª Vara do Trabalho no Rio de Janeiro. A defesa do ex-DJ de Pocah alega vinculo empregatício e está exigindo R$ 262 mil em valores atualizados de direitos trabalhistas como 13º salário, férias, entre outros.

“Sempre fui o DJ fixo, desde 2012, quando ela iniciou a carreira. Pocah me mandou embora sem nenhuma justificativa. Me tirou dos grupos de WhatsApp e botou outro DJ no meu lugar”, disse Daniel ao justificar o processo.

De acordo com o DJ, que recebia cachê por show, a equipe de Pocah o removeu do grupo de trabalho da cantora assim que ela entrou no Big Brother Brasil e mudar de escritório, nos primeiros meses desse ano:

“Nem me ligaram nem nada. Simplesmente botaram outro DJ no meu lugar sem me dar nenhuma satisfação. Cheguei a procurar a Pocah, mas ela não me responde. Passei anos viajando com ela para shows. Deixei de ver meu filho nascer porque estava na estrada, e agora chega no final e a pessoa nem vir falar comigo…”, desabafou Daniel.

DJ Malukin ainda alega que agora trabalha como motorista de aplicativo para sustentar a mulher e o filho de 8 anos. Ao ser procurada, a assessoria de Pocah afirma que não vai se pronunciar, pois não recebeu ainda nenhuma intimação judicial.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.