25.3 C
Rio Branco
27 julho, 2021 9:17 pm
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Moradores colocam fogo em carro que matou moto-entregador no interior de MS

Jovem Samuel Pompílio, 20 anos, morreu na noite do último sábado em Rio Brilhante

POR LÚCIO BORGES ORTEGA - CORRESPONDENTE MS

RIO BRILHANTE (MS) – Um acidente de trânsito que resultou na morte do moto-entregador Samuel Pompílio, 20 anos, na noite do último sábado (19), em Rio Brilhante, na região sul de Mato Grosso do Sul, também acabou em revolta e atitude de destruição de moradores do município, que fica a 160 km de Campo Grande. Ele acabaram de destruir ou destruíram totalmente o veiculo,  colocando fogo, após retirada de ocupantes do carro que foram levados ao hospital, devido a forte colisão na mto e após em uma árvore.

O acidente, com três feridos no carro, que não são Rio-brilhandenses, ocorreu na rua Theofanes, na saída da cidade para o município vizinho de Maracaju. E segundo testemunhas, o caso teria ocorrido pelo Corolla incendiado, porque o mesmo estaria participando de suposto racha. Mas, a informação não é confirmada pela polícia, que vai investigar o caso com a denuncia.

Conforme boletim de ocorrência, equipe da PM foi avisada de acidente com morte por volta das 19h25. Chegando ao local os policiais se depararam com o Corolla destruído após batida com uma árvore e o jovem que conduzia uma moto Biz, já sem vida.

O condutor do Corolla e outros dois passageiros foram encaminhados ao hospital da cidade. A equipe foi até o local e o condutor relatou que saiu da cidade de Maracaju sentido Rio Brilhante, sendo acompanhado por outro veículo, um HB20 conduzido por um amigo.

Ultrapassagem seguida e sem visão levou a colisão

À policia, o motorista causador do acidente e da morte de Samuel Pompílio, disse que ambos os veículos trafegavam no mesmo sentido pela rua Prefeito Theofanes. E que em determinado momento o HB20 realizou a ultrapassagem de uma motocicleta e em seguida ele, do Corola, fez o mesmo, porém, bateu com a moto do jovem, que trafegava no sentido contrário.

Após o condutor do Corolla ser liberado, os policiais conduziram ele até a base da PRF para realizar teste de alcoolemia, que resultou em 0,44 mg/l, constatando crime de trânsito.

Os passageiros do Corolla permaneceram no Hospital. Foram realizadas rondas no intuito de localizar o veículo HB20, porém, a polícia não logrou êxito.

O celular do motorista foi apreendido e entregue na delegacia.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.