30.3 C
Rio Branco
21 julho, 2021 4:06 pm

Zequinha Lima propõe criação de movimento em defesa de estrada ligando Cruzeiro do Sul a Pucallpa

A estrada ameaçaria plantas e bichos, dizem os ambientalistas

POR TIÃO MAIA, PARA O CONTILNET

O senador Márcio Bittar (MDB-AC) não estará mais só na luta em defesa de uma estrada de pouco mais de cem quilômetros ligando Cruzeiro do Sul a cidade peruana de Pucallpa. A declaração de apoio à proposta defendida por Márcio Bittar e que conta com o apoio do presidente Jair Bolsonaro e do governador Gladson Cameli foi feita pelo prefeito de Cruzeiro do Sul, Zequinha Lima (PP).

O prefeito propôs a criação de um grande movimento envolvendo políticos da região, além de lideranças empresariais e da sociedade local em defesa da estrada. “O senador Márcio Bittar não pode ficar sozinho nesta batalha que deve ser de todos nós”, disse Zequinha.

O prefeito lembrou que, em 1995, quando o então governador Orleir Cameli anunciou que começaria as obras de pavimentação das BRs 364 e 317 para interligar a maioria dos municípios acreanos à capital Rio Branco, o governo foi atacado pelos opositores que hoje também se opõem à construção da Estrada para Pucallpa.

Marcio Bittar tem denunciado que a obra, de interesse do governo brasileiro e também dos peruanos, vem sendo demonizada por organizações não-governamentais que são financiadas por capital estrangeiro e de países europeus que têm interesses na Amazônia. Os rostos visíveis dessas organizações são os ex-senadores Jorge Viana e Marina Silva, os mesmos políticos que eram contra Orleir Cameli quando o então governador iniciou os trabalhos nas BRs acreanas. A alegação dos ambientalistas para que a estrada entre Cruzeiro do Sul e Pucallpa não seja realizada é porque o traçado da rodovia passaria por dentro do Parque da Serra do Divisor, onde estaria uma das maiores biodiversidade do planeta. A estrada ameaçaria plantas e bichos, dizem os ambientalistas.

O movimento proposto pelo prefeito Zequinha Lima visa contrapor a ideia da preservação. “Nós precisamos desta estrada. Os governos do Brasil e do Peru também querem. Então, temos que envolver a nossa sociedade num grande debate em defesa deste projeto”, propôs.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.