32.3 C
Rio Branco
26 julho, 2021 1:01 pm

Nova aeronave chega ao Acre para reforçar ações do Estado

POR ASCOM

O helicóptero modelo AS 350 B2 (Esquilo), já está em solo acreano. A aeronave foi doado pela Secretaria Nacional de Segurança Pública e entregue ao governo do Estado nesta sexta-feira, 16. A aeronave estava em manutenção no estado do Rio de Janeiro e pousou no Hangar do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), localizado ao lado do aeroporto de Rio Branco.

Com capacidade para transportar até quatro passageiros e dois tripulantes, o helicóptero é um modelo com monoturbina e deve ser utilizado para ações da Segurança Pública, transporte e resgate de paciente em locais de difícil acesso, entrega de materiais e equipamentos em municípios de interior e ações de combate à crimes ambientais.

“Trata-se de mais uma conquista para o nosso estado que irá nos trazer inúmeros benefícios. Agradeço ao secretário Nacional de Segurança Pública e ao governo federal por atender ao nosso pedido, será muito bem aproveitado”, agradeceu o governador Gladson Cameli.

Responsável pelo acompanhamento e translado da aeronave, o comandante do Centro Integrado de Operações Aéreas, Major Samir Freitas, enfatiza que a aeronave avaliada em 8 milhões, passou por complexa manutenção e está apta para atuação em nosso estado. Antes de chegar ao Acre, a aeronave saiu de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro (RJ), passou pelos estado de Minas Gerais (MG), Mato Grosso (MT), Rondônia (RO) e por fim, chegou à capital, Rio Branco (AC).

“Esse será o nosso Harpia 03. Com dois helicópteros a disposição do Estado, teremos mais disponibilidade de voo, e portanto, teremos um reforço ainda maior, assegurando a continuidade das ações da segurança, saúde e meio ambiente. A população acreana pode contar com nossos serviços”, afirmou Major Samir.

Segundo secretário de Estado da Justiça e Segurança Pública, Paulo Cézar Rocha dos Santos, a manutenção garante à aeronave uma condição de operacionalidade de 10 anos. Um esforço jurídico foi feito pela pasta, em parceria com a Procuradoria Geral do Estado (PGE), com o fim de garantir a propriedade definitiva e legal da aeronave, que foi recebida por meio de doação.

“Gostaria de agradecer ao Corpo administrativo da Sejusp e PGE, pelo esforço no sentido de viabilizar uma série de processos administrativos que tornaram a aeronave operacional, além de oficializá-la como propriedade do Estado. Também ao Ciopaer e ao governador Gladson Cameli, que garantiu os recursos necessários para que todas as providências adotadas se tornassem possíveis”, finalizou.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.