22.3 C
Rio Branco
24 setembro 2021 7:26 am

Vale a pena tomar vacina contra Covid-19? Quais os riscos e efeitos colaterais? Diretor do Into-AC explica

O médico e membro do Comitê Estadual de Investigação do Eventos Adversos Pós-Vacina também expôs, em webpalestra, um levantamento sobre principais sintomas relatados pelas pessoas após a aplicação do imunizante

POR RENATO MENEZES, PARA CONTILNET

Última atualização em 14/08/2021 15:02

Nesta sexta-feira (13), o diretor do Instituto de Traumatologia e Ortopedia do Acre (INTO-ACRE), Osvaldo Leal, esclareceu, em palestra ao Telessaúde Acre, que a eficácia das vacinas contra à Covid-19 continua sendo monitorada no Acre. Além disto, ele destacou a importância de as pessoas continuarem procurando os postos de vacinação para receberem a dose do imunizante, seja ela a primeira ou a segunda.

Ainda de acordo com o membro do Comitê de Investigação de Eventos Adversos, dor de cabeça e febre foram os principais efeitos pós-vacina mais relatados pelas pessoas, e disse também que estes sintomas não se manifestam de forma intensa. “E válido dizer que os (sintomas) que mais apareceram são de natureza leve, que costumam desaparecer após três dias da utilização da primeira dose”, falou.

Osvaldo Leal, esclareceu, em palestra ao Telessaúde Acre, que a eficácia das vacinas contra à Covid-19 continua sendo monitorada no Acre. Foto: Reprodução

O médico também explicou que pacientes que, porventura, possam a ter sintomas mais graves, estes são contatados para receberem atendimento médico de forma presencial. “Estamos acompanhando apenas cinco pacientes que tiveram sintomas moderados, e isso é um número quantitativamente pequeno”, disse.

Por fim, disse que a vacinação continua avançando no estado, mas reforçou a necessidade de as pessoas procurarem os pontos de vacinação para receberem a segunda dose do imunizante, visto que a proteção efetiva se dá apenas após as duas aplicações. Falou ainda que nesta sexta, o Comitê realizará uma reunião técnica para discutir algumas normativas relacionadas à possibilidade de aplicação de outras doses que sejam diferentes das aplicadas na primeira.

“Nós avançamos bastante na primeira dose no Acre, temos um público proporcionalmente pequeno para finalizar, mas temos um grande público ainda para finalizar a segunda. Até o momento, são 271.326 pessoas que ainda não tomaram a segunda dose, o que equivale a 54,7% da população acreana. Então nós fazemos um apelo às áreas técnicas de cada município para que desenvolvam estratégias mais eficazes para ampliarem a cobertura vacinal da segunda dose. Além do mais, é crucial que as pessoas aceitem a vacina disponível nos pontos de vacinação. Todas elas possuem garantias de que são seguras e eficazes”, pontuou.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.