41.7 C
Rio Branco
21 setembro 2021 12:15 pm

Em Mâncio Lima, centenas vão às ruas para motociata pró-Bolsonaro e protestam: “Pessoas inocentes estão sendo presas”

POR TON LINDOSO, DO CONTILNET

Última atualização em 15/08/2021 08:11

A cidade mais ocidental do Brasil, Mâncio Lima, foi a próxima cidade a receber a programação de motociatas pró-Bolsonaro por todo o Acre. Informações repassadas pela comissão organizadora do evento dão conta de que centenas de motociclistas foram às ruas para reafirmar apoio ao presidente Jair Bolsonaro; pedir o voto impresso e auditável – e, nesta edição em especial, lideranças políticas apontaram novo protesto: as últimas prisões.

A pré-candidata ao Senado, Márcia Bittar, é uma das articuladoras do movimento que percorre todo o Acre. Para ela, o sucesso do ato serve, também, para alertar à população com relação a crimes contra a democracia.

“Foi um sucesso! O ponto de encontro foi a parte mais ocidental do Basil. E, de fato, Mâcio Lima foi palco de imagens lindas. Fizemos um ato legítimo, tranquilo e pacífico – mas não deixamos de defender o que acreditamos. Infelizmente, pessoas tem sido presas porque defendem o presidente”, afirma Márcia.

Para a pré-candidata, pessoas ‘sem madato’ querem sobrepor a autoridade de Jair Bolsonaro – eleito para presidir o país. “São pessoas sem mandato, que não foram escolhidas pelo povo, articulando arbitrariedades contra a democracia. Foram essas as pessoas eleitas para comandar o Brasil? O [representante] eleito pela maioria foi o presidente Bolsonaro”, dispara Márcia.

Para ela, essa edição foi uma manifestação de repúdio “à insegurança jurídica, contra a preseguição ao presidente Bolsonaro”. Quem também tocou no assunto – e participou do ato, foi o deputado Roberto Duarte (MDB). Ele comemora o sucesso da motociata, mas alerta para as prisões.

“Tarde especial aqui em Mâncio Lima com uma turma de conservadores e patriotas. Acompanhei a motocarreata a favor do Brasil. Como vem acontecendo em todas as cidades, foi uma festa linda, ordeira e contou com a participação de centenas de pessoas. Mancio Lima foi extremamente receptiva”, comemora. Sobre prisão, ele comenta, em particular, a prisão de Roberto Jefferson, presidente do PTB.

“Não defendo o Roberto Jefferson ou qualquer ato supostamente delituoso que ele cometa ou venha a cometer. Agora, é impossível aceitarmos e defendermos uma prisão ilegal, arbitrária e inconstitucional como foi essa [prisão], pois fere o estado democrático de direito. Jorge disse que bandido bom é bandido preso e eu concordo com ele; então, que prendam o Lula”, dispara.

Confira fotos:

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.