24.3 C
Rio Branco
21 setembro 2021 8:53 pm

Patrocinadores se revoltam com Gusttavo Lima e show nos EUA tem até briga

Show de cantor sertanejo nos EUA foi interrompido por falta de autorização e registrou até brigas

POR EM OFF, IG

Última atualização em 09/08/2021 11:57

Patrocinadores do show do sertanejo Gusttavo Lima realizado na noite desta sexta-feira (06), nos Estados Unidos, estão insatisfeitos com a apresentação, que ocorreu no campo da Ronaldo Academy, em Orlando. Eles reclamam da péssima estrutura do evento, da falta de licenças e da não realização de ações previstas em contrato com a empresa contratante do show.

De acordo com um dos patrocinadores da apresentação do brasileiro, que falou exclusivamente com o EM OFF, a estrutura do show era precária e não atendia de forma satisfatória o público, que era de cerca de 5 mil pessoas. Além disso, ao menos uma briga foi registrada dentro do evento, que foi interrompido pela polícia norte-americana já que o show era realizado de forma irregular.

Imagens feitas dentro do show mostram uma briga e uma série de seguranças tentando resolver a desavença. A polícia de Orlando, no entanto, foi chamada ao show devido ao barulho, já que a apresentação havia extrapolado o limite de horário no qual eventos musicais são permitidos.

Não teve acidente nenhum na rua. Foi briga dentro do show, mas a polícia já estava no local por causa do barulho“, disse um dos patrocinadores do evento, que preferiu não se identificar. No estado da Flórida, shows musicais e outros eventos que possam fazer muito barulho só podem acontecer até as 23h.

Ao chegar, os policiais perceberam que a apresentação de Gusttavo Lima era realizada sem uma série de licenças obrigatórias. Por isso, o show teve de ser interrompido. A informação é que a empresa contratante não possuia as licenças para fazer o show no local. De acordo com o patrocinador, os seguranças do local não tinham autorização para trabalhar. “Os seguranças eram pessoas ‘normais‘”, disse.

Revolta

Ainda de acordo com o patrocinador ouvido pelo EM OFF, o contratante do show do sertanejo não cumpriu com o que foi acordado no contrato. “Não vi no show nenhuma propaganda da minha empresa“, reclamou. “Não é em cima do Gusttavo Lima [a reclamação]”, ressaltou. Segundo ele, a empresa contratante ainda deve realizar outros shows nos EUA com nomes de destaque no Brasil, como Falamansa, em setembro.

Segundo a fonte do EM OFF, para a realização de shows no Estado da Flórida, é preciso seguir regras de horário e apresentar licenças para extintores de incêndio e de segurança (o Security Gard License). Esses seriam alguns dos documentos que a empresa contratante não teria apresentado.

Outra reclamação dos patrocinadores foi em relação à estrutura do evento. “O local estava péssimo“, apontou. O show de Gusttavo Lima ocorreu na Ronaldo Academy, rede de academias de futebol do ex-atleta Ronaldo Fenômeno. O palco montado no local foi outro ponto de crítica. “Show de interior”, sacramentou um dos patrocinadores do evento.

A estrutura ruim, no entanto, não era compatível aos preços cobrados para quem quisesse assistir aos sucessos do sertanejo. “A mesa para quatro pessoas custava $920 dólares! O ingresso na pista custava $100 dólares. Estavam cobrando $50 dólares para o estacionar dentro de um beco, tudo na lama“, reclamou a fonte ouvida pelo EM OFF.

Cantor se posicionou

Segundo uma fã, Gusttavo Lima explicou a situação atípica para quem estava presente: “Vamos explicar rapidinho gente. Do nada o Gusttavo Lima pediu desculpa para o público e disse: ‘Gente, vai ter que parar o show porque tem polícia aqui. Estão pedindo para parar porque faltou alguma autorização’. Mas vai ter em Miami e quem está com esse ingresso aqui vai usar né?”, disse Ana Landim, presente ao evento, por meio das redes sociais.

Os shows da turnê internacional do sertanejo também vão acontecer em Miami, Atlanta, Newark e Boston. Como medida de prevenção contra a Covid-19, quem comprou os ingressos e quiser comparecer aos shows, vai precisar apresentar comprovante de vacinação. Segundo Léo Dias, colunista do Metrópoles, alguns fãs estão falsificando o comprovante apenas para ver o ídolo de perto.

Atualização: EM OFF entrou em contato com a assessoria de imprensa de Gusttavo Lima que afirmou que não houve nenhum problema com a documentação ou autorização no show de ontem. “Todos os documentos para a realização do evento estavam em ordem, assim como a documentação de toda a turnê“, garantiu.

A assessoria afirmou também que a All Music é a empresa produtora da turnê nos USA e não a contratante de Orlando e que, se “houve brigas, não tivemos conhecimento, mas a segurança do local estava lá para resolver esse tipo de confusão“. Os vídeos da briga e de brasileiros falando do show ganharam as redes sociais:

Imagem do palco montado para o show de Gusttavo Lima (Reprodução)

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.