36.3 C
Rio Branco
14 outubro 2021 2:59 pm
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Mesmo com partido na base de Gladson, deputado Neném Almeida vai apoiar Petecão em 2022

POR THIAGO CABRAL, DO CONTILNET

Pulou a cerca

Eleito pelo Solidariedade e recém filiado ao Podemos, partido que integra a base do governo Gladson, o deputado estadual Neném Almeida deve apoiar o principal adversário do governador nas eleições do ano que vem: o senador Sérgio Petecão (PSD).

Sinais

Nos últimos dias o deputado vem cumprindo uma extensa agenda ao lado do senador. A dupla tem se movimentado em sincronia pela Capital, visitando bairros e fazendo articulações políticas visando as eleições do ano que vem.

Fonte segura

A informação de que Almeida vai apoiar Petecão no ano que vem foi repassada à coluna pelo próprio senador: “Já está na base! É um corajoso, um grande parceiro”, disse.

Descascou

Na sessão da Aleac desta terça-feira (21), o deputado estadual Luis Tchê (PDT) descascou pra cima do presidente da República, Jair Bolsonaro. “O nosso estado, entre todos os estados do Brasil, foi o que mais votou proporcionalmente no Bolsonaro em 2018, o presente que ele deu aos eleitores se apresenta nos problemas que estamos enfrentando, não precisamos de arminhas, precisamos de trabalho por parte do ‘presidente’. O Bolsonaro não é mentiroso, o Bolsonaro falta com a verdade, nunca um presidente faltou tanto com a verdade na história desse país. Ele aproveitou a fragilidade das pessoas e traiu o brasileiro”, disparou.

Passagem

Ontem, o prefeito Tião Bocalom (PP) anunciou com grande alarde uma redução no valor da passagem de ônibus na Capital em 50 centavos. Hoje, a vereadora Michelle Melo (PDT) classificou a informação emitida pela Prefeitura como “falsa”. De acordo com a vereadora, a redução não ocorreu, pois depende da aprovação de um projeto de lei pela Casa legislativa municipal, que prevê um subsídio para as empresas de ônibus, o que ainda não foi feito.

Isenção

Começou a tramitar no Senado, em fase de Consulta Pública, o projeto de autoria do senador Sérgio Petecão que quer isentar todos os professores, seja do ensino infantil, fundamental, médio ou superior, do pagamento do Imposto de Renda sobre Pessoa Física. Se aprovado, o PL 3018/2021 irá alterar a Lei 7.713, de 22 de dezembro de 1988. Golaço do senador.

Bancarrota

Nas redes sociais, a pré-candidata ao Senado, a professora Márcia Bittar, postou hoje um trecho de um entrevista em que desce o sarrafo na “florestania” (conceito que visa promover a “cidadania” adaptada à floresta amazônica), ideia adotada durante o governo Jorge Viana (PT). “De boa intenção o inferno tá cheio. Eu tenho vontade perguntar o que ele vai inventar dessa vez. Inventou a tal da florestania que levou o Acre a bancarrota por 20 anos. Nos compare com Rondônia e veja que por lá tem silos lotados de grãos. É riqueza, agronegócio, desenvolvimento, enquanto nós estamos atrasados, isso não é justo”.

Em Feijó, no Seringal Porto Rubim, a senadora Mailza Gomes (PP) participou hoje da inauguração do novo templo da Assembleia de Deus na comunidade. “Os dois dias e meio de barco subindo o rio Envira até a comunidade foram muito gratificantes. Saí muito feliz e emocionada em ver a prosperidade do trabalho do pastor Rogélio e sua esposa, missionária Surleide à frente da igreja, que mesmo tão distante, conta com apoio dos obreiros e de todo o povo”, disse.

Mutirão

Com a ida de todos os deputados estaduais para Cruzeiro do Sul na próxima semana, em virtude dos festejos em comemoração ao aniversário da cidade e da sessão especial da Aleac que será realizada no município, os parlamentares estaduais resolveram fazer um mutirão nesta quarta-feira (21) para votar todos os projetos que estão “engavetados” no parlamento estadual. A sugestão do mutirão das comissões foi dada nesta terça pelo líder do governo na Casa, o deputado Pedro Longo (PV).

Gavetaço

O deputado Jenilson Leite (PSB) aproveitou a proposta do líder do Governo e pediu que Pedro Longo, como líder da Comissão de Justiça da Aleac, faça uma revisão nos projetos que, segundo ele, estão nas gavetas e sem evolução. “Eu tenho em torno de uns 10 projetos, entre eles aquele que propõe a extensão da idade para quem vai fazer os concursos das polícias e Bombeiros. Esses projetos precisam entrar nas pautas das comissões. Daqui a pouquinho chegamos ao fim do ano e se resolvermos esse problema agora teremos mais facilidade lá na retinha final para poder votá-los”.

Concordou

O deputado Fagner Calegário (Podemos) concordou com os colegas. O parlamentar afirmou que projetos importantes foram ‘embargados’ e pede celeridade. “Tem Projeto de Lei de 2019 e 2020 que eram para tratar e fiscalizar coisas referentes à pandemia que já está é acabando e o parlamento deixou de legislar”, reforçou.

Cadastro de reserva

Mais um cadastro de reserva entrou na pauta da Aleac: o do Idaf. O deputado Fagner Calegário defendeu, na sessão de hoje, a convocação do cadastro de reserva do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal (Idaf) para ajudar no combate à monilíase do cacaueiro, doença que tem causado preocupação em Cruzeiro do Sul. O deputado acredita que só com a convocação dos aprovados será possível conter o avanço da doença. “Só com a convocação poderemos evitar que essa doença se espelhe pelo restante do país”, disse.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.