33.3 C
Rio Branco
19 setembro 2021 11:51 am

Três anos depois, placa Mercosul continua gerando problemas, fraudes e preços abusivos

Detrans se reuniram para sugerir soluções aos diversos problemas causados pelo novo emplacamento. Proposta visa diminuir preços e aumentar segurança

POR CAPITALIST

Última atualização em 04/09/2021 14:24

Neste mês, a implantação da placa Mercosul completa 3 anos de existência. Com a promessa de se tornar um item mais seguro e barato, a nova placa ainda tem gerado problemas. O novo modelo entrou em vigor no dia 11 de setembro de 2018, em caráter experimental, no Rio de Janeiro.

Agora, as placas veiculares apresentam cores azul e branca e apenas a palavra Brasil, além do código alfanumérico. Dessa forma, o nome do município e a sigla do estado não integram mais a identificação do veículo.

Fraudes e preços altos

Ao contrário do que se esperava, o número de fraudes tem crescido, bem como o preço aumentou significativamente. É possível encontrar a nova placa por quase R$ 500, enquanto antes se pagava algo em torno de R$ 100.

Os casos de fraudes foram recordes nos últimos anos, tendo placas falsas sendo vendidas à luz do dia. Estelionatários anunciavam o item ainda nas ruas de grandes cidades. Existem placas falsas sendo vendidas online, em sites criminosos pela internet.

Anteriormente, os Departamentos Estaduais de Trânsito (Detran) centralizavam os emplacamentos. A placa era adquirida por licitação e fornecida a um custo acessível para os motoristas. Hoje, o emplacamento pode ser feito de modo privado, o que facilitou imensamente os golpes. Além disso, o preço elevado atraiu ainda mais a atenção dos bandidos.

Para se ter uma ideia, em São Paulo, o número de estampadores de placas subiu para mais de 1 mil. Nos tempos da placa cinza, eram apenas quatro.

Mobilização

Neste ano, em Brasília (DF), os Detrans de todas as unidades federativas se reuniram para debater o tema. Uma série de propostas foi apresentada ao Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).

Um dos apontamentos, sugere que o novo emplacamento reduziu a arrecadação significativamente. Ou seja, além de mais caro e gerar mais fraudes, a placa Mercosul diminuiu o orçamento público.

Confira as sugestões dos Detran

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.