24.3 C
Rio Branco
29 novembro 2021 10:19 pm

Dignidade menstrual: Além do AC, mais 12 estados acenam aprovação de projetos semelhantes ao vetado por Bolsonaro

No Acre, o projeto de lei aguarda apenas a sanção do governador Gladson Cameli

POR RENATO MENEZES, PARA CONTILNET

Última atualização em 16/10/2021 12:03

Diferente do presidente Jair Bolsonaro, que vetou o projeto que previa a distribuição de absorventes para mulheres e estudantes em situação de vulnerabilidade, o Acre e mais 12 estados já sinalizaram que adotarão as medidas em prol do combate à pobreza menstrual.

Na realidade local, o projeto aprovado por unanimidade, de autoria do deputado estadual Chico Viga (Podemos), obriga que as escolas do estado disponham de absorventes menstruais para que as meninas possam usá-las quando sentirem necessidade.

Após a sanção do governador Gladson Cameli, a Secretaria de Educação, Cultura e Esportes (SEE) providenciará os itens para as escolas que, inclusive, já retornaram às aulas no último dia 04 de outubro.

CONFIRA TAMBÉM: Neri comemora PL que obriga disponibilização de absorventes nas escolas do AC: “Dignidade”

De acordo com um levantamento feito pelo jornal Estadão, além do Acre, São Paulo, Amazonas, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Pará, Pernambuco, Paraíba, Rio de Janeiro, Santa Catarina e o Distrito Federal têm projetos na área. Em debates, encontram-se os estados do Tocantins e Sergipe.

Segundo pesquisa da Johnson & Johnson Consumer Health em parceria com os Institutos Kyra e Mosaiclab, a pobreza menstrual afeta 28% das mulheres de baixa renda no Brasil, e 40% destas pertencem à faixa etária entre 14 a 24 anos. Um levantamento feito pela Always também constatou que papel higiênico, jornal e miolo de pão são usados no lugar de absorventes, o que pode comprometer a saúde das mulheres.

A expectativa atual de ativistas da causa, com relação à decisão do presidente, é de que o Congresso Nacional derrube o veto.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.
Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!