26.3 C
Rio Branco
3 dezembro 2021 5:08 pm

No AC, professora conta em livro como venceu o câncer e doará lucro para Hospital do Amor

Toda sua luta, o tratamento com quimioterapia em meio à pandemia do coronavírus e longe de casa foi registrada em uma espécie de diário que Edir transformou em livro

POR NANY DAMASCENO, DO CONTILNET

Última atualização em 28/10/2021 14:20

Quase dois anos após descobrir um agressivo câncer de mama, a professora aposentada Edir Figueira Marques, de 79 anos, comemora a cura. Mas até aqui não foi fácil e continua sendo um processo a ser vencido.

Toda sua luta, o tratamento com quimioterapia em meio à pandemia do coronavírus e longe de casa foi registrada em uma espécie de diário que Edir transformou em livro: “Que será? Será! Da dúvida à esperança na cura do câncer”, que será lançado nesta sexta-feira (29), às 19 horas, no auditório do Tribunal de Justiça do Acre, em Rio Branco.

Todo o lucro arrecadado com a venda dos exemplares será doado para o Hospital de Amor de Rio Branco, que oferece tratamento contra o câncer no Acre.

Edir Marques abriu o coração, falou do medo, das incertezas e como foi a transição do temor para a certeza da cura, que chegou/Foto: ContilNet

Em entrevista ao ContilNet, a professora que já tem outras obras publicadas relatou como descobriu a doença ao realizar exames de rotina, ela conta que por ser uma doença que já assombrou a sua família, o medo foi maior. Em 2016 ela perdeu o esposo, o desembargador Lourival Marques, que foi vítima da doença em 2016.

“Foi como se puxassem o meu tapete. Eu sempre cuidei e nunca imaginei que um dia precisaria ser cuidada, eu estava com planos de viagens e vi tudo cair por terra”.

Ela decidiu contar à família apenas após as festas de fim de ano, “para não estragar”, conta. A maior parte do tratamento, que começou em janeiro do ano passado, foi feita em São Paulo, onde passou por sessões de quimioterapia e radioterapia e após sete meses e uma cirurgia, retornou ao Acre para dar sequência ao tratamento.

“Tive muito medo, algumas recaídas do ponto de vista emocional, de achar que não iria vencer, mas tive o amor da minha família”, relembrou.

Edir Marques abriu o coração, falou do medo, das incertezas e como foi a transição do temor para a certeza da cura, que chegou.

“Tocar o sininho que tem no hospital para quando se recebe alta do tratamento foi emocionante”.

O livro estará disponível no lançamento e em breve na Livraria Paim, em Rio Branco.

Confira a entrevista completa:

video

Para ver a entrevista completa – sem interrupções – acesse o ContilNet Play clicando AQUI.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.