27.3 C
Rio Branco
10 janeiro 2022 4:57 pm

Estado conclui reforma do abatedouro de aves caipiras e semicaipiras em Brasileia

Ao todo, são R$ 500 mil investidos por meio de recurso do Programa de Saneamento Ambiental e Inclusão Socioeconômica do Acre (Proser)

POR O ALTO ACRE

Última atualização em 10/01/2022 16:57

entre os projetos desenvolvidos pelo Governo do Acre durante a gestão de Gladson Cameli, por meio da Secretaria de Indústria, Ciência e Tecnologia (Seict), estava previsto a reforma e entrega de um empreendimento na área de avicultura no Alto Acre.

O projeto, iniciado em outubro e concluído em dezembro de 2021, previa os trabalhos de instalação, reforma e ampliação do abatedouro de aves caipira e semicaipira localizado na BR-317, no Projeto de Desenvolvimento Sustentável (PDS) Porto Carlos em Brasileia.

Ao todo, são R$ 500 mil investidos por meio de recurso do Programa de Saneamento Ambiental e Inclusão Socioeconômica do Acre (Proser). Deste montante, R$ 400 mil foi aplicado para aquisição de equipamentos e insumos. Já na última fase foram R$ 100 mil destinados para reforma e ampliação do prédio.

“Esta e mais uma ação do governo com o objetivo de fortalecer a economia do estado por meio da promoção de emprego e renda. As famílias contempladas passarão a beneficiar sua produção possibilitando maior valor agregado e competitividade na venda,” ressalta o secretário em exercício, Adriano Sales.

O abatedouro será administrado pela Cooperativa dos Produtores e Criadores de Aves Caipira e Semicaipira de Brasileia – Coopasc. Após o início das atividades, serão 40 cooperados e mais de 150 famílias beneficiadas.

A previsão é que até fevereiro seja inaugurado o abatedouro, pois alguns ajustes para o pleno funcionamento ainda estão sendo feitos por parte da cooperativa responsável.

Este é um empreendimento na área da indústria que irá contribuir no desenvolvimento do setor, como acrescenta o gestor da Seict. “O incremento na economia local, com estas vendas, irá ainda contribuir para o fortalecimento do comércio na região”.

Foto: Cedida
Foto: Cedida
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.