25 de maio de 2024

Casal Huni Kuin perde residência após cheia no Jordão e consegue salvar apenas filha de 2 anos

Abrãao Shane e Rita Sales Huni Kuin, ambos de 27 anos, fazem parte do grupo de indígenas afetados pela grande cheia do Rio Jordão, na cidade que tem o mesmo nome do afluente, no interior do Acre.

O casal teve toda sua residência tomada pelas águas que já atingiram mais de 70% da cidade. Sem destino, eles conseguiram salvar apenas a filha de 2 anos, com as roupas do corpo.

“Perdemos nossa casa para as águas. Não conseguimos tirar nada de dentro. Nos salvamos por um milagre e estamos aqui com nossa filha, só com a roupa do corpo”, disse Rita à reportagem do ContilNet.

A família aguarda as aguas baixarem em uma das poucas ruas que ainda não foram afetadas. “Vamos esperar a água descer pra limpar tudo e voltar para nossa casa”, continuou.

O bairro habitado por Abrãao, Rita e a filha dos dois também abriga outras famílias Huni Kuin, que estão sem casa, sem água e sem alimentação. “Está difícil conseguir água potável para beber. Não recebemos ajuda até agora”, continuou Sales.

Em um barco e emocionado com a situação, Abrãao mostrou, por meio de um vídeo, como ficou a sua residência. “A água está cada vez subindo mais. Minha casa está totalmente alagada. Não consegui tirar nada. Tudo que eu tenho, além da minha família, está ali”, afirmou apontando para o local.

O Rio Jordão já ultrapassou a cota de transbordamento e já atingiu a marca de 8,75 m. Mais de 300 pessoas estão desabrigadas.

Campanha

Na internet, diversos internautas fizeram uma campanha SOS Povo Huni Kuin para ajudar as vítimas da enchente.

Doações podem ser feitas pelo pix 038.410.272-70.

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost