19.7 C
Rio Branco
21 maio 2022 12:55 am

Apoiando o empreendedorismo feminino, Mirla Miranda decide disputar uma vaga na Câmara Federal

Mirla Miranda, atual porta-voz do governo de Gladson Cameli, é também irmã do deputado federal Alan Rick Miranda

POR EVERTON DAMASCENO, DO CONTILNET

Última atualização em 21/04/2022 12:17

A menina que aos 12 anos de idade decidiu comprar uma agenda para fazer uma das coisas mais prazerosas da sua vida – escrever – e se tornou uma das empreendedoras do ramo da comunicação mais conhecidas de todo o Estado decidiu disputar uma cadeira na Câmara Federal nessas Eleições de 2022.

Natural de Boca do Acre e com título de cidadã rio-branquense, Mirla Miranda começou a trabalhar na adolescência – em um ramo que se tornou futuramente o seu campo de atuação (ou, melhor dizendo, um deles): o entretenimento. Ela foi garota propaganda de um dos comerciais mais badalados do final da década de 90, o que apresentava o primeiro caixa eletrônico do antigo Banco do Estado do Acre, o já extinto Banacre.

“Fiquei muito conhecida naquela época. Foi um barato. A garotinha comunicativa, expressiva, que adorava escrever – e por isso quis uma agenda logo cedo para registrar tudo o que sentia vontade – e de muitos talentos já estava estampada em um comercial. Eu me sentia entrando para o mundo que eu adorava desbravar, conhecer e me aventurar. Minha caminhada com a comunicação e a publicidade começaram ali”, disse em entrevista ao ContilNet.

NEM ESFRIOU A CADEIRA: Irmã do Dep. Alan Rick será a nova porta-voz do governador Gladson Cameli
Mirla é irmã de Alan Rick/Foto: Reprodução

Mirla Miranda, atual porta-voz do governo de Gladson Cameli, é também irmã do deputado federal Alan Rick Miranda. Além de administradora por formação, a acreana é também psicanalista integrativa habilitada pela Sociedade Brasileira de Psicanálise (SBPI), pós-graduada em gestão empresarial pela FGV e marketing político, com formação internacional, e mestranda em Comunicação.

Miranda atuou como marketista em pelo menos 8 campanhas políticas de lideranças conhecidas em todo o Estado, como o senador Marcio Bittar e o deputado federal Flaviano Melo. A porta-voz também já passou por bancadas de jornais, foi produtora e abriu sua empresa de comunicação e marketing, a Agência SA, que hoje tem o nome de M&M Comunica, aos 30 anos – quando já havia deixado seu legado pelas diversas funções que exerceu no mercado.

“Deixei as campanhas políticas e as bancadas de jornais da mesma forma que um jogador deixa os campos quando decide se aposentar: por entender que cada coisa acontece no seu devido tempo. É assim com a vida e com tudo o que a gente se propõe a fazer”, continuou.

Vida política: Uma luta pelo empreendedorismo feminino e a emancipação das mulheres

Filiada ao União Brasil – partido que tem como vice-presidente o deputado Alan Rick -, Mirla argumenta que o interesse em entrar para a política não a acompanha desde o berço, mas surgiu como um processo que foi muito influenciado pela trajetória do irmão na política.

“Não cresci querendo ser política e disputar cargos. Meus sonhos eram outros. A decisão de disputar essas eleições como deputada federal surgiu como um processo, livre, natural, também influenciado pela forma humana e transparente que o Alan tem de conduzir o mandato dele, atendendo os interesses de quem o elegeu, apoiado no coletivo”, destacou.

Quando questionada sobre quais as suas principais bandeiras, a jornalista destacou: “O empreendedorismo feminino e a emancipação das mulheres. A mulher determina tudo na família e no mundo”.

“Precisamos continuar lutando pelos direitos das mulheres, atentos às nossas necessidades, fazendo com que as relações e os espaços não sejam de violência, mas de entendimento, emancipação, autonomia e igualdade”, finalizou.

É PERMITIDA SUA REPRODUÇÃO PARCIAL COM O SITE CONTILNETNOTICIAS.COM.BR SENDO LINKADO E CITADO.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Receba nossas notícias em seu email

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 5.921 outros assinantes

Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.