30.3 C
Rio Branco
23 maio 2022 12:23 pm

Criança morre após ficar presa em carro arrastado pela chuva em Porto Velho

Populares tentaram resgatar a criança, mas ela não resistiu. Equipes do Samu e do Corpo de Bombeiros foram acionados e estiveram no local

POR G1

Última atualização em 20/04/2022 16:50

Uma criança, que não teve a identidade divulgada, morreu depois que o carro em que estava foi arrastado pelas águas da forte chuva que caiu em Porto Velho na noite da última terça-feira (19). O caso aconteceu no bairro Monte Sinai, na rua Amsterdã, Zona Sul da capital.

A Polícia Militar (PM) foi acionada e, no local, informou que os próprios moradores da região tentaram fazer a retirada da vítima de dentro do carro. As equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e do Corpo de Bombeiros estiveram no local e realizaram os procedimentos para tentar reanimar a vítima, mas ela não resistiu e morreu.

“O condutor tentou passar naquele local, que tem um córrego, mas o volume de água levou o veículo. A informação dos moradores é de que três pessoas saíram do veículo, mas que a criança não conseguiu sair. A correnteza levou o veículo. Os moradores conseguiram localizar e retiraram ele de dentro o carro”, informou a polícia.

Edval Francisco, morador da região, disse ao g1 que viu o momento em que a família da vítima chegou no local do acidente.

“Estava acabando o meu expediente no trabalho e vi a viatura. Acompanhei toda a cena, foi muito triste ver o sofrimento da família. Na hora do que o pai chegou, o desespero deles. Nossa, foi muito triste”.

Pior volume de águas dos últimos 50 anos

Em nota, a Prefeitura de Porto Velho lamentou a morte da criança e pontuou que segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), a capital enfrenta o “pior volume de águas dos últimos 50 anos”. Veja a nota na íntegra:

“A prefeitura de Porto Velho lamenta profundamente o acidente ocorrido na região do bairro Monte Sinai, durante a forte chuva que caiu sobre a cidade na noite desta terça-feira, dia 19 de abril, com o registro de morte de uma criança.

Porto Velho, segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), enfrenta o pior volume de águas dos últimos 50 anos. Em fevereiro foi registrado a maior quantidade de chuvas para o mês nos últimos 33 anos. Em março, o total foi de 383,8 mm, o que equivale a 40% acima do normal.

O alto volume de chuvas tem ocasionado tragédias em diferentes partes do país, com centenas de mortes, como o ocorrido em Petrópolis nono Rio de Janeiro e cidades do interior de Minas.

Segundo a Defesa Civil Municipal, o transbordamento de vias decorre do grande volume de chuva que cai num curto período de tempo, sobrecarregando o sistema de escoamento pluvial. E as chuvas ininterruptas na noite desta terça-feira causaram alagamentos em diversos pontos da cidade. O bairro Monte Sinai recebeu equipes de drenagem e limpeza do canal no mês de março. E mesmo assim ficou parcialmente alagado.

Ao se compadecer com a família nesta perda irreparável, a prefeitura comunica também que oferece todo o apoio necessário neste momento tão triste.”

É PERMITIDA SUA REPRODUÇÃO PARCIAL COM O SITE CONTILNETNOTICIAS.COM.BR SENDO LINKADO E CITADO.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Receba nossas notícias em seu email

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 5.933 outros assinantes

Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.