25.3 C
Rio Branco
18 maio 2022 3:07 pm

De usuário de droga a pastor: conheça a história do Pastor Júnior Braga, líder da Igreja “É tempo de Vencer”, em Sena

Além da sede principal, há também duas congregações funcionando na zona rural de Sena Madureira

POR EDINALDO GOMES, DO CONTILNET

Última atualização em 19/04/2022 09:59

Aos 40 anos de idade, o pastor Júnior Braga, líder da Igreja evangélica “É tempo de vencer”, em Sena Madureira, é a prova viva da eficácia da palavra de Deus. Ele é natural de Itajubá, Estado de Minas Gerais e reside há oito anos no Acre, precisamente na cidade de Sena Madureira.

Sua vida, na verdade, mudou da água pro vinho. O pastor Júnior conta que era usuário de drogas, viciado em cocaína.

“Eu era uma pessoa que dava muito trabalho para a minha família. Cheguei ao ponto de bater na minha própria mãe. Ela passou em torno de um ano orando para que Deus mudasse minha vida e, graças a Deus, isso aconteceu. Após a minha conversão ao evangelho, certa vez, quando estávamos orando no monte, em Minas Gerais, Deus usou uma pessoa pra nos dizer que iríamos viajar pra longe de Minas Gerais. Realmente aconteceu, tanto é que viemos para o Acre”, relatou.

A igreja “É tempo de vencer”, fundada pelo pastor Júnior Braga, começou em Sena Madureira contando somente com quatro membros e funcionando em um local alugado. Nos últimos anos, vem crescendo bastante. Centenas de pessoas participam dos cultos todas as semanas. Sua sede atual está localizada na Rua Padre Egídio, área central do município.

“Eu nunca sonhei nem em ser crente porque eu tinha raiva de crente e de pastor. Quando algum deles chegava na minha casa, eu fugia. Chegou um momento, entretanto, em que ou eu mudava de vida ou talvez não estivesse mais vivo hoje. Graças a Deus, me tornei pastor”, disse ele.

TRABALHO SOCIAL: O TRANSPORTE GRATUITO DE PACIENTES PARA A FUNDHACRE

Além de levar a palavra de Deus a muitos moradores, a equipe também vem desenvolvendo um trabalho social em Sena Madureira. Através de uma grande mobilização que contou com o apoio da comunidade, a igreja conseguiu comprar um veículo, do tipo VAN. Toda semana, a mesma é utilizada para transportar gratuitamente os pacientes que precisam se consultar na Fundação Hospitalar do Acre (Fundhacre), em Rio Branco.

“Toda segunda-feira, a gente sai 4:30 horas da manhã, levando 12 pessoas, aquelas que não tem condições de pagar a passagem em táxi. Não cobramos 1 real de ninguém. Lembramos que não há empresários nos ajudando nos custos com combustíveis e outros. É a própria obra de Deus. Levamos as pessoas, esperamos todas se consultarem e a trazemos de volta aos seus lares”, frisou.

PREGAÇÃO DA PALAVRA NO PRESÍDIO DE SENA; MUITOS REEDUCANDOS ABANDONANDO AS FACÇÕES

Outra vertente desse trabalho feito pela igreja “É tempo de vencer” pode ser encontrada no presídio Evaristo de Moraes. Através da ministração da palavra, muitos reeducandos decidiram mudar de vida, largando as facções criminosas para seguir a Jesus.

“Esse trabalho já é feito há algum tempo. Sempre tive um sonho de pregar para as pessoas que estão perdidas, até porque eu estava perdido e Jesus me achou. Esse trabalho no presídio tem sido muito abençoado. Hoje, lá dentro, tem mais de 80 pessoas que saíram das facções, graças a Deus. Agradecemos à direção do presídio e a todos por essa oportunidade”, comentou o pastor.

DENTRO DA IGREJA, HOMEM TENTOU CONTRA A VIDA DO PASTOR JÚNIOR BRAGA

O crescimento exponencial da Igreja desperta, de certa forma, a ira do “inimigo”. Por duas ocasiões, tentaram contra a vida do pastor.

“Duas vezes um rapaz entrou aqui para tentar me matar. Em uma delas, ele estava com uma faca, mas foi contido pelos irmãos da igreja, a polícia veio e o levou. Ele diz que me admira, gosta de mim, porém, uma voz diz pra ele me pegar. Com isso, a gente entende que é seta pra parar a obra de Deus”, mencionou.

Sem reunir condições financeiras, Júnior Braga está há oito anos sem ver sua mãe, seu pais e demais familiares em sua terra natal. Nesse intervalo, já perdeu o avô, tios e não teve a oportunidade de se despedir dos mesmos. Apesar do distanciamento e da saudade, revela que não pretende mais retornar à sua cidade de origem para morar.

“Quando tiver condições, pretendo visitar, mas voltar pra morar lá não. O Acre já está no meu coração e eu amo Sena Madureira. Falei pra minha que quando Deus chegar a me levar, quero ser sepultado em Sena Madureira”, salientou.

Por fim, perguntamos a ele qual a eficácia da palavra de Deus na vida das pessoas?

“A palavra de Deus tem trazido paz para Sena Madureira. E digo mais: Se as pessoas aceitassem mais, a cidade poderia estar mais em paz ainda. Ainda tem pessoas que rejeitam a palavra de Deus”, completou.

Além da sede principal, há também duas congregações funcionando na zona rural de Sena Madureira. Uma delas no seringal Campo Osório, rio Iaco, e a outra no Brejo, rio Macauã.

É PERMITIDA SUA REPRODUÇÃO PARCIAL COM O SITE CONTILNETNOTICIAS.COM.BR SENDO LINKADO E CITADO.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Receba nossas notícias em seu email

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 5.907 outros assinantes

Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.