31.3 C
Rio Branco
27 maio 2022 2:06 pm

Delegada rebate críticas e diz que Manoel Urbano não está entregue à criminalidade

POR REDAÇÃO CONTILNET

Última atualização em 25/04/2022 18:55

A delegada Mariana Gomes, titular da Unidade de Segurança Pública (USP), de Manoel Urbano, se posicionou na manhã desta segunda-feira (25) sobre algumas críticas feitas por setores da imprensa acreana relacionadas a duas ocorrências. Uma delas diz respeito a uma briga generalizada ocorrida no referido município e a outra é relacionada à morte de um reeducando que estava foragido do monitoramento eletrônico.

Em resposta, a delegada disse que várias operações já foram desencadeadas e que Manoel Urbano não está entregue à criminalidade. “Manoel Urbano não está entregue ao crime. Pelo contrário, têm sido realizadas diversas operações e diversas prisões pontuais, especialmente na desarticulação de organizações criminosas e no combate ao tráfico de entorpecentes. A nossa atuação tem sido firme e continuaremos intensificando cada vez mais o nosso trabalho”, adiantou.

No que concerne à morte do reeducando Magno também conhecido como “bracin”, ela esclareceu que todas as medidas cabíveis foram adotadas. O mesmo foi morto após trocar tiros com uma equipe da PM. “Ele Já tinha sido preso anteriormente e era investigado em outras ocorrências. Essa ocorrência, em particular, foi recebida por volta das 20 horas e todas as providências foram tomadas, dentre as quais o recolhimento dos depoimentos dos policiais e testemunhas. Também fizemos o isolamento do local, medida necessária, até o resgate do corpo por parte do IML. Passamos a noite inteira atuando em relação a esse caso”, frisou.

Já com relação a briga generalizada, ocorrida provavelmente na madrugada de sábado, Mariana Gomes ressaltou que a Polícia tenta identificar os envolvidos. “Essa briga foi na madrugada de sexta-feira para sábado. O delegado responsável pelo plantão do referido dia era eu. Assim que tomei conhecimento determinei que fosse feita uma consulta ao hospital para ver se alguém tinha dado entrada com lesão corporal grave ou gravíssima. A polícia tenta identificar os envolvidos. De fato que a delegacia não parou seu funcionamento. O nosso trabalho é 24 horas. Posso garantir que em todas as ocorrências as providências cabíveis foram adotadas”, finalizou.

É PERMITIDA SUA REPRODUÇÃO PARCIAL COM O SITE CONTILNETNOTICIAS.COM.BR SENDO LINKADO E CITADO.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Receba nossas notícias em seu email

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 5.958 outros assinantes

Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.