19.3 C
Rio Branco
30 junho 2022 3:21 am

Edvaldo diz que quase 1 mil professores permutados para prefeituras no AC não receberam auxílio

"Houve um grande pacto no final do governo Binho Marques para que as prefeituras tivessem sustentabilidade. Isso é um desleixo"

POR NANY DAMASCENO, DO CONTILNET

Última atualização em 27/04/2022 15:17

O deputado estadual Edvaldo Magalhães (PCdoB), disse, na sessão desta quarta-feira (27), na Assembleia Legislativa, que quase mil professores que estão permutados para as prefeituras do Acre não receberam o auxílio-alimentação de R$ 420,00 aprovado pela Aleac no começo do mês. O que, de acordo com o deputado, está indo contra a Lei Federal que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, que não há desvio de função.

“O profissional contratado pelo estado ficava ali em permuta para trabalhar as primeiras séries. Na hora de pagar esqueceram de pagar quase mil trabalhadores, que estão permutados em todo os municípios. Houve um grande pacto no final do governo Binho Marques para que as prefeituras tivessem sustentabilidade. Isso é um desleixo. Na hora de pagar, deixaram quase mil profissionais fora dessa conta”, disse o parlamentar.

Edvaldo Magalhães afirmou, também, que foi criada uma expectativa entre os trabalhadores. “São professores que estão no ensino, na rede de ensino fundamental I. Trago esse debate e um apelo ao líder do governo. Desde janeiro que eles estão esperando por isso. Estamos falando de 4 meses, quase R$ 1.600”, afirmou ao pontuar que o recurso é retroativo a janeiro.

É PERMITIDA SUA REPRODUÇÃO PARCIAL COM O SITE CONTILNETNOTICIAS.COM.BR SENDO LINKADO E CITADO.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Receba nossas notícias em seu email

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 6.094 outros assinantes

Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.