29.3 C
Rio Branco
10 maio 2022 12:10 pm

Com 36 golpes de faca, indígena é assassinado por cinco pessoas no interior do Acre

A área foi isolada para os trabalhos da perícia e o corpo de João foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Cruzeiro do Sul, para os exames cadavéricos

POR ITHAMAR SOUZA, DO CONTILNET

Última atualização em 09/05/2022 07:21

O indígena da tribo Kaxinawa, João Barbosa Marcelino, de 25 anos, foi morto com 36 golpes de faca na madrugada de sábado (7), no município do Jordão, no interior do Acre.

Segundo informações da polícia, cinco pessoas assassinaram a vítima. Entre os bandidos que participaram do crime, foram presos: o líder de uma facção criminosa, identificado como Fernando Lima Pereira, 18 anos, vulgo “Poti”, os jovens Idson Leão, 19 anos, Francisco Ferreira, 21, e um adolescente identificado pelas iniciais J. L, 15 anos.

Um testemunha do crime foi até o único Batalhão de Polícia Militar da cidade e comunicou o fato as autoridades. Após a denúncia, foi feita uma força tarefa entre as polícias Civil e Militar para realizar as prisões.

Populares acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que esteve no local e atestou morte a João Kaxinawa.

A área foi isolada para os trabalhos da perícia e o corpo de João foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Cruzeiro do Sul, para os exames cadavéricos.

Policiais militares estiveram no local do ocorrido, colheram informações sobre os criminosos e uma guarnição fez ronda na região e conseguiram prender quatro dos criminosos foram presos. Outro envolvido, identificado como Arnaldo Silva Leão, continua foragido.

O caso será investigado pela Polícia Civil de Jordão.

É PERMITIDA SUA REPRODUÇÃO PARCIAL COM O SITE CONTILNETNOTICIAS.COM.BR SENDO LINKADO E CITADO.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Receba nossas notícias em seu email

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 5.835 outros assinantes

Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.