30.3 C
Rio Branco
7 julho 2022 12:23 pm

Estratégia de Ícaro de inocentar Alan descarta racha para reduzir pena, defende promotor

"Essa confissão, ao tirar Alan do problema, favorece a pessoa que está confessando", disse o promotor sobre Ícaro

POR NANY DAMASCENO, DO CONTILNET

Última atualização em 19/05/2022 10:02

“O que vemos são defesas trabalhando juntas. A defesa do Ícaro defendendo Alan, tirando ele de cena, favorecendo o Ícaro”. A afirmação é do promotor do Ministério Público do Acre, Efraim Mendonza, durante julgamento de Alan Araújo e Ícaro José Pinto, acusados pela morte de Jonhliane.

Promotor do Ministério Público do Acre, Efraim Mendonza. Foto: Nany Damasceno/ContilNet

SAIBA MAIS: Promotor diz que defesa de Alan deu informações falsas ao júri e contesta: “Não conhecem os autos do processo”

Segundo ele, ao confessar o crime, Ícaro o fez para diminuir a própria pena, já que como era comprovadamente o condutor da BWM que colidiu contra Jonhliane e a matou, ele não pode se dizer inocente.

“Quando confesso dessa forma que ele fez, me saio em uma boa posição, pois estou retirando outro, dizendo que nada ele tem a ver com isso. Essa confissão, ao tirar Alan do problema, favorece a pessoa que está confessando pois ele não tem como negar, pois o carro dirigido por ele foi o que bateu na vítima. A partir do momento que ele tira o Alan, ele se tira de uma suposta competição”, diz o promotor.

É PERMITIDA SUA REPRODUÇÃO PARCIAL COM O SITE CONTILNETNOTICIAS.COM.BR SENDO LINKADO E CITADO.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.