28.3 C
Rio Branco
26 junho 2022 6:17 pm

Suspeito de ter provocado morte de Jonhliane pede desculpas a outro réu: “Não teve culpa de nada”

POR REDAÇÃO CONTILNET

Última atualização em 16/05/2022 16:49

Em um vídeo obtido pelo site ac24horas, um dos suspeitos de ter provocado o acidente que resultou na morte da Jonhliane, Ícaro José da Silva Pinto, fala sobre a fatalidade e diz que não viu o carro do outro suspeito de envolvimento no acidente, Alan Araújo de Lima.

No vídeo, Ícaro reforça que não sabia que o outro carro envolvido no acidente era do Alan e que também não o viu na festa que ambos participavam. A negativa de Ícaro se dá por conta da acusação do Ministério Público, que alega que a dupla estava fazendo um “racha”, quando a BMW que Ícaro dirigia atingiu a vítima, Jonhliane Paiva, que estava a caminho do trabalho.

Ícaro diz ainda que pediu desculpas para a família de Jonhliane e para Alan, que segundo ele, “estava no lugar errado e na hora errada”.

“Eu fiz um pedido de desculpas à família da Jonhliane e também ao Alan. Eu me sinto culpado por ele tá aqui, porque eu que tive a reponsabilidade e infelizmente eu ocasionei o acidente. O Alan não teve culpa de nada, absolutamente nada. Apenas estava no lugar errado e na hora errada”, disse Ícaro.

LEIA MAIS:TJAC abre para o público julgamento do Caso Jonhliane; saiba como participar

Julgamento

Está marcado para ocorrer nesta terça-feira (17) o início do julgamento do ‘Caso Jonhliane’, a partir das 8h da manhã. A expectativa é que o julgamento não termine no mesmo dia, já que há uma grande quantidade de testemunhas. O julgamento poderá ser acompanhado de forma virtual, através de um cadastramento pelo WhatsApp (68) 99235-8362. O prazo para esse cadastramento é até às 12h desta segunda-feira (16).

Entenda o caso

O acidente que matou a jovem de 30 anos foi registrado no dia 6 de agosto de 2020, na Avenida Antônio da Rocha Viana, em Rio Branco.

SAIBA MAIS: Motociclista morre após ser atingido por carro que fazia uma curva; vídeo

Paiva pilotava uma moto modelo Biz. Ela foi atingida pela BMW, conduzida por Ícaro, no momento em que ele, alcoolizado, supostamente fazia um racha na avenida com Alan Araújo, que estava em um fusca. Após a tragédia, os suspeitos não prestaram socorro à vítima.

É PERMITIDA SUA REPRODUÇÃO PARCIAL COM O SITE CONTILNETNOTICIAS.COM.BR SENDO LINKADO E CITADO.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Receba nossas notícias em seu email

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 6.087 outros assinantes

Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.